OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 13 de dezembro de 2017

Colunistas

Ivan Nunes Ivan Nunes
É jornalista profissional. Há mais de 20 anos escreve sobre os bastidores da política na Zona da Mata alagoana.
02/10/2017 às 10:06

Professores da educação de União dos Palmares anunciam greve geral para 4ª feira

Mário Gomes de Barros, unidade de ensino da rede mais antiga de União dos Palmares Mário Gomes de Barros, unidade de ensino da rede mais antiga de União dos Palmares

A mais equilibrada das secretarias municipais do prefeito Kil de Freitas, comandada por sua cunhada, Rimelque Xirli Lins, perdeu o compasso com os professores. Levada por um diálogo recheado de humilhações contra a categoria, a titular da pasta diz não ter dinheiro para conceder aumento salarial aos professores 10 meses depois, quando os números comprovam ao contrário e a história de quem passa pelo comando da Semed também.

Vejamos: Beto Baia deu 10% de aumento no salário do professor, ele que vinha passando por atribulações de relacionamentos com uma câmara municipal  exigente e radical que queria a todo custo tirar o município de seu comando administrativo.

Depois veio Eduardo Pedrosa que na gestão do vereador Bruno Praxedes, concedeu 6% deixando a categoria de bem com a vida. Nos dias atuais, os 17 mil eleitores que cravaram no nome de Kil de Freitas com Zé Alfredo, a cada dia, são apunhalados pelas costas sem pena pela dupla.

A discussão da secretária municipal de Educação, Rimelque Xirli Lins, auxiliada por um grupo de advogados de primeira viagem na função, vem levando a titular da pasta para o confronto com a classe. E hoje Rimelque está entregue aos Leões sem ter saída por conta de ter engolido cálculos maquiados.

De acordo com o procurador do município, ora Belarmino Soares ora outro do mesmo nível, "a secretária está disposta a entregar a folha, números em termos de valores para o Sinteal - sindicato dos professores - para que os educadores encontrem uma saída de aumento salarial no que vem sendo solicitado. Repara que conversa pra boi dormir!

Nesse chove não molha, a data base vem desde agosto, já estamos no mês de aniversário da cidade, que poderemos não ter aquele, tão esperado, majestoso desfile na avenida, por conta da inabilidade da Semed, assistida pelo prefeito Kil de Freitas que governa o município a cada dia, como se fosse o último de sua gestão, por conta de ter percorrido ao longo de sua vida pública caminhos pouco recomendáveis.

A greve dos valorosos professores de União dos Palmares está decretada a partir desta quarta-feira,4, em toda a rede municipal sem piedade ou dó. Os professores não suportam tratamento de servidores de "escolinha" adjetivo dispensado pela Rimelque Xirli Lins e seus asseclas.

Todo o rito que levam a paralisação dos professores de União dos Palmares vem sendo cumprido de maneira religiosa e, agora, é só conferir.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 3028-7338 (Redação)

© 2017 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.