OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 13 de dezembro de 2017

Colunistas

Ivan Nunes Ivan Nunes
É jornalista profissional. Há mais de 20 anos escreve sobre os bastidores da política na Zona da Mata alagoana.
08/10/2017 às 12:35

Kil de Freitas anuncia mais demitidos nesta segunda-feira

Indiferente a falta de emprego na cidade, Kil de Freitas faz selfie com o Senador Renan Calheiros, padrinho do político que vem demitindo com força Indiferente a falta de emprego na cidade, Kil de Freitas faz selfie com o Senador Renan Calheiros, padrinho do político que vem demitindo com força

O prefeito Kil de Freitas segue com o seu firme propósito de demissão nas secretarias municipais da prefeitura de União dos Palmares. Nesta segunda-feira,9, procedente da saúde, onde a viúva de Mercinho - Geane Correia - esquenta a cadeira para Rimelque Shirley Lins, serão divulgados no mural da casa 80 nomes de servidores que serão desligados. Comenta-se que até Carlos da Umes será afastado depois de tanto tempo de dedicação ao clã Lins e Freitas. Só escapam mesmo nesse listão, os efetivos.

Na sexta-feira,6, servidores da secretaria da saúde do município fizeram um city-tour forçado pelos postos de gasolina da cidade para abastecer o ônibus que conduz os trabalhadorees da saúde de Maceió para União dos Palmares e vice-versa e não foram atendidos.

"Nenhum posto atendeu no abastecimento. Nem mesmo da financiadora da campanha do Kil de Freitas, Eliane do Globo que se encontra na Europa, liberou um pingo de óleo diesel para o ônibus do Edinho Tur que teve que pagar do suposto próprio bolso para encher o tanque de óleo diesel e fazer a viagem para Maceió. Não sabemos como será esta segunda-feira,9, se teremos ônibus para vir trabalhar", contou uma enfermeira ao blog.

Mas na lista dos futuros desempregados, Kil de Freitas demitiu 50 da Seinfra, educação 120 e nem a secretaria de Mãe Neide escapou - Dorinha da Cultura, teve que entregar nomes para uma rápida passadinha no RH da prefeitura enquanto outros que residem no Muquém, nativos como a própria Dorinha Cavalcante, resolveram jogar a toalha por trabalhar há 4 meses e não receber.

"A Dorinha de Mãe Neide me pediu mais paciência. Ora são quatro meses. Meu esposo é quem bota gasolina na motinha para que eu possa chegar aqui na Cultura para trabalhar", disse a ex-servidora que não pretende botar a causa no Tribunal do Trabalho.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 3028-7338 (Redação)

© 2017 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.