OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 17 de dezembro de 2018

Colunistas

Ivan Nunes Ivan Nunes
É jornalista profissional. Há mais de 20 anos escreve sobre os bastidores da política na Zona da Mata alagoana.
26/05/2018 às 11:38

União dos Palmares e mais 6 cidades da Zona da Mata seguem sem combustível

Este foi o último posto de gasolina de União dos Palmares a zerar Este foi o último posto de gasolina de União dos Palmares a zerar

União dos Palmares continua sem combustível. O índice de veículos nas ruas diminuiu intensamente como reflexo dessa crise do transporte de cargas no Brasil. Mesmo com o Decreto-presidencial tendo definido novas regras para a categoria que trancou o Brasil desde segunda-feira serviços considerados essenciais estão sendo afetados frontalmente, a exemplo da coleta do lixo doméstico da cidade que teve uma diminuição considerável.

'Com o fim da greve do caminhoneiros vamos torcer que o combustível chegue a nossa cidade até amanhã, domingo,27, por volta do meio-dia, essa tem sido a previsão geral entre os proprietários de postos de União dos Palmares e isso nos dá ânimo para um planejamento bem maior', disse Junior Menezes, secretário municipal de Infraestrutura.

O que deixou de chamar a atenção da população por conta da direção administrativa não está nem aí para a situação é a provável falta de ambulância para conduzir pacientes para Maceió no HSVP. 

Denitivamente essa capacidade de atendimento a população ficou por conta da secretaria municipal de saúde. Numa rádio local, um garoto que levou uma queda de um anda-já em sua residência no conjunto Nova Esperança teria que ser levado as pressas para o HGE e por não ter ambulância, o prefeito Areski Freitas enviou seu SWV - cabine fechada para socorrer o menor. Veículo pessoal.

A falta de combustível do tipo Diesel na cidade, reflete neste primeiro sábado pós-greve geral dee maneira dura. Os feirantes de União dos Palmares, estavam reclamando da falta de frutas, legumes fresquinhos para a feira-livre que poderá se tornar uma das mais caras já vista no município onde a previsão será a venda do quilo de tomate a razão de R$ 8 reais. Houve até quem sugerisse ao prefeito da cidade de não ter a feira-livre neste sábado,26, em função do desabastecimento.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.