OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 16 de outubro de 2018

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
09/10/2018 às 12:12

Renato Filho pede paz no Pilar, mas está 'matando a oposição'

Com a gestão aprovada na casa dos 90% (números confirmados pelos institutos Ibrape e TDL) o prefeito Renato Filho consolidou sua força política nas eleições do último domingo. Sua mãe, Fátima Canuto, obteve, no Pilar, mais votos que todos os 196 candidatos a deputado estadual que pontuaram nas urnas do município.  

Os 8.234 votos não devem ser vistos apenas como um recorde, mas um xeque-mate no bloco de oposição. Para se ter uma ideia, os candidatos Breno Albuquerque, apoiado pelo ex-prefeito Oziel Barros, recebeu 992 votos; Cibele Moura, apoiada pelo ex-prefeito Carlos Alberto Canuto, 843 votos. A soma dos dois principais opositores, multiplicado por 4 vezes, é menor que os votos de Fátima Canuto, aleita com 37.151 votos.

Nova política
Renato Filho é um dos exemplos da propagada Nova Política, que tem Renan Filho, Rodrigo Cunha, JHC e Marx Beltrão como protagonistas. 

Aliado de primeira ordem do governador, o prefeito pilarense espera a vez para entrar no time principal. Para isso, aposta no cuidar das pessoas, com programas como o Plantando o Futuro (na agricultura familiar), o Prato Cheio (assistindo famílias de baixa renda) e o Craque do Futuro (inserção social através do esporte).

Na segurança a parceria com o Estado já colhe os frutos de vidas preservadas e cidade mais tranquila. Ainda este ano Pilar será contemplado com o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), fechando o cerco contra o tráfico e os crimes violentos 

Se no discurso o clamor é de paz, na política os números mostram que Renato Filho está, aos poucos, matando a oposição.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.