OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 26 de agosto de 2019

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
13/05/2019 às 06:22

Pré-candidato a prefeito de Maceió, JHC está desaparecido

O político mais conectado do estado sumiu. Foi ele quem acionou a rede SOS Pinheiro, fez o primeiro comício no bairro, atiçou os moradores, cobrou providências e indicava que seria a voz daquele povo.

Pré-candidato a prefeito de Maceió, JHC mudou de estratégia e não apenas se calou, mas literalmente fugiu das discussões quando as famílias mais precisavam do apoio de todos.

É importante deixar claro que JHC não foi a única ausência desde que o Pinheiro virou manchete nacional, mas ele é a grande decepção, principalmente porque teve tudo para encabeçar o movimento que ele mesmo idealizou.

O Pinheiro virou o principal assunto da capital, depois tornou-se a prioridade, em seguida passou a ser o palco da maior catástrofe anunciada do país, já atingindo milhares de famílias também do Bebedouro e Mutange... e nada de JHC, nem por lá, nem na audiência pública em Brasília, idealizada pelo senador Rodrigo Cunha, muito menos no dia do anúncio do relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), apontando a Braskem como vilã. Por que te calas, JHC?

APROVADOS E REPROVADOS
Para ser justo com a classe política, o vereador Francisco Sales foi a voz da Câmara; Cabo Bebeto fez a diferença na ALE e Marx Beltrão na Câmara Federal. No Senado, Rodrigo Cunha chamou a responsabilidade. Já Renan e Collor pareciam estar em outro mundo (ou no mundo deles, quem sabe)

E o que dizer da participação do governador Renan Filho e do prefeito Rui Palmeira? meninos, meninos, o problema no Pinheiro, Bebedouro e Mutange é coisa para gente grande. Vale dizer que o município foi muito maior que o Estado.

É por aí... lá fora a política de Alagoas é vista como alto padrão, com qualidade próxima de ZERO

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.