OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de junho de 2019

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
21/05/2019 às 09:05

Renan Filho mobiliza lideranças de bairros para impulsionar candidatura de Maurício Quintella pelas grotas de Maceió

Maurício Quintella é, de fato, a primeira escolha de Renan Filho para vencer a eleição de Maceió. Com a gerência de Mozart Amaral, secretário estadual de Transporte e Desenvolvimento Urbano e a fiscalização de Nery Almeida, o guru das grotas, um grupo de “líderes de bairros” tem sido preparado, há algum tempo, para servir ao líder indicado pelo governador. Este líder, com status de ex-ministro, é Maurício Quintella.

Protagonismo
Pouca gente sabe, mas a aproximação com o povão foi a primeira e mais eficiente estratégia de Renan Filho (ainda pré-candidato a governador) para diminuir a repulsa dos eleitores da capital com o sobrenome Calheiros. Quem lembra do “QUEREMOS OUVIR VOCÊ? Estratégia pura. Melhorou, mas não foi suficiente e a indicação de Cícero Almeida para vencer Rui Palmeira, em 2016, deveria ser a confirmação, mas não funcionou.

O Plano B de Renan Filho foi colocar o Programa Vida Nova nas Grotas dentro da ONU. Tudo isso sem a mínima participação da Prefeitura da capital. Esse erro, por pura birra política do governador, deixa claro que o plano não é beneficiar a comunidade, mas mostrar que o Estado faz o que a prefeitura não faz. Erro típico de quem não estuda o todo.

Eis que, agora, diante da necessidade de virar o jogo, Renan Filho baixou a guarda e decidiu dividir o protagonismo de sua gestão. Decisão acertada, mas também não garante o êxito.

Começou errando
Em seu primeiro contato com o eleitor mais humilde, Quintella disse que o Governo vai investir ainda mais nas grotas, porque governos passados (estadual e municipal) não deram atenção à periferia. Foi o primeiro tiro no pé, porque ele foi vereador da capital, quatro vezes deputado federal e patrono da Secretaria Municipal de Infraestrutura na gestão de Rui Palmeira, até março deste ano.

Tiro no pé pode causar hemorragia e matar de forma precoce. Mesmo que Renan Filho não utilize a meritocracia no seu governo, ele não tolera erros.

Em tempo
Se Maurício não decolar o MDB vai importar um novo nome, porque o partido não será grande sem ter prefeito em Maceió, Arapiraca, Rio Largo, Marechal Deodoro, Penedo, Palmeira dos Índios e Delmiro Gouveia que, juntos, somam mais de 50% da população alagoana. 

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.