OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de setembro de 2018

Cultura

03/04/2018 às 09:50

As Cores de Eduardo Ruiz entra em cartaz no Complexo Teatro Deodoro

Hannah Copertino

Com tons vibrantes e traços que revelam um talento nato para a pintura, a exposição As Cores de Eduardo Ruiz chega à galeria de arte do Complexo Cultural Teatro Deodoro, no Centro de Maceió. A mostra será aberta nesta quinta-feira (05/04), às 19h30, com entrada gratuita.

Na abertura, será lançado o livro Poematório, com poemas de Eduardo Ruiz, terá performance artística com os atores José Márcio Passos, Homero Cavalcante e Lucas Lerato e com as cantoras Leureny e Elaine Kundera, além da apresentação do Trio Cai Dentro, composto pelos músicos Bruno Palagani, Wilbert Fialho e Mikla Waltari.

A curadoria é de José Márcio Passos e a montagem de Alice Barros e Robertson Dorta. A exposição fica aberta até 27/04 e as visitas podem ser feitas de segunda a sábado, das 8h às 18h; quartas-feiras, das 8h às 20h; e, aos domingos e feriados, das 14h às 17h. Grupos de escolas e instituições podem agendar visitas guiadas pelo telefone (82) 98884-6885 ou pelo e-mail[email protected]

Nascido em Ribeirão Preto e formado em Artes Cênicas pela ECA-USP, Eduardo Ruiz atua há mais de 20 anos na cena teatral de São Paulo. Há três anos, o poeta, ator, diretor, roteirista e dramaturgo descobriu uma nova maneira de expressar sua arte: a pintura.

Ruiz é artista pop que mescla técnicas acadêmicas, impressionistas, expressionistas, criações próprias e modernas com desconstruções ousadas e vibrantes. A exposição As Cores de Eduardo Ruiz apresenta mais de 60 telas com belas pinturas da natureza, a exemplo de paisagens de Maceió, imagens religiosas como santos e orixás, e personagens importantes, dos quais podemos destacar os alagoanos Nise da Silveira e Graciliano Ramos.

Eduardo Ruiz desenha desde criança, quando fazia histórias em quadrinhos e copiava capa de CDS que gostava. O artista manteve a atividade de forma autodidata até que decidiu buscar entender mais a técnica da pintura e se inscreveu em um curso básico. O professor ficou encantado com o trabalho ao perceber a forte identidade empregada nas imagens e incentivou Ruiz a continuar.

“Quero ser um pintor popular. Não pretendo ser genial. Quem me dera ser cada vez mais e mais simples! Pretendo que as cores alegrem tanto uma pessoa numa galeria quanto numa calçada ou num ponto de ônibus. Todos precisam de um pouco de beleza e sonho. Nem que seja por alguns instantes olhando uma das inúmeras telas que já fiz. E vou fazer até que minha mão, meus olhos e minha alma me permitam”, revela Ruiz.

O artista vive um momento especial em Maceió, cidade pela qual ele tem uma relação de muito carinho, onde a natureza inspira pinceladas que se confundem com a realidade de tão belas e coloridas. As Cores de Eduardo Ruiz é a primeira exposição individual da carreira. Além da mostra e do lançamento do livro Poematório, Ruiz ainda vai apresentar o monólogo Aquário de Espelho, na terça-feira (10/04), às 20h, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso, com entrada gratuita.

“Estou encantado, querendo morar aqui. Vim para Maceió no mês passado, fiquei uns dias, a natureza é perfeita, as cores estão todas no lugar, e essas paisagens têm um apelo visual muito forte para um pintor, mexem muito com a gente. Tirei muitas fotos e, quando fui pintar em Ribeirão Preto, parece que as telas pulavam da minha mão, muito lindas, são as que eu mais gosto. Eu enlouqueci aqui porque não tinha tinta. Quando cheguei lá, fiz tudo com muita facilidade porque as imagens me encantaram primeiro. Gostaria de pintar muitos quadros daqui”, explica o artista.

E complementa: “Eu pinto também pessoas muito populares, é uma tentativa de fazer com que as pessoas se identifiquem e entendam de arte. Não tenho a intenção de revolucionar nem de ser magnífico, a minha grande felicidade é quando o público interage com a obra, reconhece a imagem, dialoga com ela. A missão está cumprida”, finaliza Eduardo Ruiz.

Serviço:

Exposição As Cores de Eduardo Ruiz

Abertura – Quinta-feira (05/04), às 19h30.

Local – Complexo Cultural Teatro Deodoro, Centro de Maceió.

Visitas até 27/04, de segunda a sábado, das 8h às 18h; quartas-feiras, das 8h às 20h; e, aos domingos e feriados, das 14h às 17h.

A entrada é gratuita.

Agendamento de grupos de escolas e instituições – (82) 98884-6885 e [email protected]


Fonte: Ascom

Galeria de Fotos

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.