Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

Cultura

02/01/2017 às 11:15

Estado investe R$ 4,5 milhões na cultura alagoana em 2016

Incentivo do Estado faz circuito cultural gerar renda e ocupação. Foto: Ailton Cruz Incentivo do Estado faz circuito cultural gerar renda e ocupação. Foto: Ailton Cruz

Teresa Machado

A cultura em Alagoas vem ganhando cada vez mais incentivos com investimentos do Governo o Estado e sendo impulsionada através de um novo olhar voltado para o setor. Visando fortalecer e dar maior visibilidade ao segmento, a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) implantou dezenas de projetos para o fomento do segmento cultural, na capital e no interior.

“Desde o primeiro ano de gestão, foram lançados editais, concursos e chamamentos públicos a fim de democratizar o acesso a recursos e investimentos, estimular a produção cultural alagoana e valorizar ações e projetos que resgatem e fomentem as diversas manifestações populares”, ressaltou a secretária Mellina Freitas.

Durante o ano de 2016 foram investidos mais de R$4,5 milhões em ações culturais nos segmentos de audiovisual, literatura, música, artes plásticas, folclore, moda, gastronomia, dança, fotografia e artesanato. “Nós quintuplicamos os investimentos, ampliando o diálogo com as diversas classes artísticas e fortalecendo a cultura em todo o estado”, disse a titular da pasta.

Em dois anos, o Governo de Alagoas desenvolveu projetos pioneiros, como o apoio efetivo à Feira Literária de Marechal Deodoro e o Festival de Cinema de Penedo, além de recursos voltados para a manutenção das quadrilhas juninas e grupos de coco de roda. Em 2016, foi retomada a Mostra de Dança com a criação do Prêmio Eric Valdo de Dança e realizado o primeiro Festival de Música Popular Em Cantos de Alagoas. Os eventos reuniram centenas de artistas, entre músicos, bailarinos, técnicos e produtores, envolvendo a sociedade alagoana e valorizando os talentos locais. 

Durante todo o ano, foram promovidos encontros com comunidades afros, quilombolas e povos tradicionais de terreiro, aumentando as atividades relativas aos segmentos e buscando atender demandas das classes. Também aconteceram projetos socioculturais como o Laboratório Vivo, no Cenarte, e os programas Na Base da Cultura e Cultura Socioeducativa, que difundem as artes do nosso estado para a população mais carente.

O Núcleo de Produção Audiovisual do Museu da Imagem e do Som de Alagoas abriu as portas para oficinas de preparação de atores, edição de vídeo, elaboração de projetos, com o objetivo de desenvolver os mais diversos segmentos culturais.

“Apoiar projetos nas mais variadas áreas artísticas, através de editais públicos, reafirma o compromisso da Secretaria da Cultura em disseminar e promover a arte no Estado, incentivando a diversidade e a preservação de identidades culturais, bem como para garantindo à população contato com o fazer artístico de qualidade”, afirma Mellina Freitas.





Fonte: Agência Alagoas

Comentários

secom-saude3
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 3028-7338 (Redação)

© 2017 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.