OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 25 de fevereiro de 2018

Direitos Humanos

07/02/2018 às 09:56

Projeto cria serviço 24 horas para receber denúncia contra violação de direitos humanos

Agência Câmara

O governo deverá criar um serviço para receber por notificações sobre abuso sexual e físico de crianças e adolescentes; violação de direitos de grupos sociais vulneráveis, em especial moradores de rua, idosos e pessoas com deficiência; discriminação em decorrência de raça, gênero ou orientação sexual; e outras formas de transgressão de direitos humanos.

É o que determina o Projeto de Lei 8462/17, do deputado Carlos Bezerra (PMDB-MT), em tramitação na Câmara dos Deputados.

As denúncias serão recebidas por telefone fixo, aplicativos de celulares e mensagens eletrônicas. O serviço funcionará sem interrupção e será mantido pelo órgão do governo encarregado de formular e executar políticas de proteção de direitos humanos – atualmente, o Ministério dos Direitos Humanos.

Procedimentos
Segundo o projeto, tão logo a denúncia seja feita, o órgão fará o seu registro formal e a encaminhará para os órgãos públicos responsáveis, que priorizará, quando for o caso, a proteção às vítimas. Também acompanhará as medidas adotadas, comunicando-as ao noticiante.

O deputado Carlos Bezerra lembra que o governo federal mantém um serviço denominado “Disque 100 - Disque Direitos Humanos”, para receber denúncias contra violações de direitos humanos. O serviço, de acordo com o deputado, não funciona 24 horas. Para ele, é preciso ampliar o atendimento à população para casos tão graves.

“Transformar esse programa em instrumento previsto na legislação constitui uma saudável forma de protegê-lo contra oscilações na orientação política que pauta os órgãos públicos”, disse Bezerra.

Tramitação
O projeto tramita de forma conclusiva e será analisado pelas comissões de Direitos Humanos e Minorias; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Comentários

gessinger
Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.