OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de outubro de 2018

Famosos

04/10/2018 às 16:57

Bella Falconi destaca a importância do Outubro Rosa na luta contra o câncer de mama

Bella Falconi destaca a importância do Outubro Rosa na luta contra o câncer de mama Bella Falconi destaca a importância do Outubro Rosa na luta contra o câncer de mama

Câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, o câncer de mama mobiliza o mundo inteiro com a campanha Outubro Rosa. Não existe uma causa única e vários fatores podem aumentar o risco de desenvolver a doença, como fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e fatores genéticos/hereditários.

Bacharel em nutrição e mestranda em nutrição aplicada pela Northeastern University, nos Estados Unidos, a life coach Bella Falconi destaca a importância da conscientização proporcionada pelo movimento Outubro Rosa: "Especialistas dizem que as mulheres mais velhas, sobretudo a partir dos 50 anos, são mais propensas a desenvolver a doença. Houve um aumento, no entanto, na incidência de câncer de mama em mulheres jovens na última década e, no Brasil, a incidência em mulheres com menos de 35 anos está entre 4% e 5% dos casos".

Pioneira do movimento fitness nas redes sociais, Bella Falconi também é ex-atleta fitness e ministra palestras motivacionais em vários lugares do mundo, principalmente no Brasil. Atualmente, lidera um time de profissionais renomados em sua plataforma online de coaching nos EUA. Ela afirma que a informação é primordial para que as mulheres saibam identificar alterações persistentes nas mamas.

"Os médicos indicam que as mulheres façam autoexame mensalmente entre o 7º e o 10º dia contados a partir do 1º dia da menstruação. Quem não menstruar deve escolher um dia do mês", conta a nutricionista.

A campanha Outubro Rosa surgiu nos Estados Unidos na década de 90 e foi adotada pelos demais países do mundo para alertar as mulheres e entidades governamentais sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce dessa doença tão devastadora que, somente no Brasil, atinge cerca de 156 mulheres por dia.

Fonte: MF Press Global


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.