Os outros é que são iguais
Maceió, 22 de julho de 2014

Notícias » Justiça

Julgamento dos acusados de tentar matar Cicero Ferro acontece nesta quarta-feira

Julgamento presidido pelo magistrado Geraldo Amorim será realizado no Fórum da Capital a partir das 8h

26.02.2014 às 07:30:42

O 3º Tribunal do Júri da Capital julga, nesta quarta-feira (26), os réus Waldex Macêdo Cardoso Ferro, Wagner Macêdo Cardoso Ferro, Wanderley Macêdo Cardoso Ferro, Jackson Cardoso Ferro e José Ilton Cardoso Ferro, mais conhecido por “Zé Nilton”. Eles são acusados de tentar matar o ex-deputado estadual Cícero Paes Ferro e José Maria Ferro, em janeiro de 2004.

 O julgamento será realizado no Fórum da Capital devido ao pedido de desaforamento aceito pelo Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL). Zé Nilton é primo de Cícero Ferro, e pai de Waldex, Wagner e Wanderley. O magistrado Geraldo Cavalcante Amorim, titular da 9ª Vara Criminal da Capital, conduz o júri popular.

  Relembre o caso

 De acordo com o processo, os acusados, que são parentes da vítima, armaram uma emboscada para assassinar Cícero Ferro e José Maria Ferro quando eles saíam da fazenda Santa Izabel, situada no município de Minador do Negrão, por volta das 5h. O carro no qual as vítimas estavam foi alvejado por vários disparos de espingardas, revólveres e pistolas.

 As vítimas conseguiram escapar do primeiro atentado fugindo em direção a Minador do Negrão. Na ocasião, foram perseguidos pela via principal da cidade, causando pânico à população. Mesmo após serem alvo de vários tiros, as vítimas conseguiram novamente escapar da emboscada e fugir para a chácara de propriedade do ex-deputado Cícero Ferro.

 O Ministério Público Estadual será representado pela promotora Marta Bueno que contará com o assistente de acusação Fernando Guerra Filho. Os réus foram pronunciados em setembro de 2009. O julgamento tem previsão para durar dois dias.

  Credenciamento de imprensa nesta sexta (21)

 A Diretoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça de Alagoas (Dicom) disponibilizará, a partir de amanhã (21), por meio da página oficial do TJ/AL no Facebook , o prévio credenciamento da imprensa que pretende acompanhar o julgamento.



Dicom-TJ

Deixe seu comentário

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o AL1 não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!