OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de novembro de 2018

Municípios

09/11/2018 às 16:15

Auditores do TCU se encantam com o projeto Viva as Marias, de Palmeira dos Índios

Equipe visitou a comunidade de Olho D’Água do Bonifácio, a Unidade Produtiva Têxtil, as Doceiras e as costureiras de Palmeira de Fora Equipe visitou a comunidade de Olho D’Água do Bonifácio, a Unidade Produtiva Têxtil, as Doceiras e as costureiras de Palmeira de Fora

Uma equipe técnica do Tribunal de Contas da União (TCU), chefiada pelo auditor João Ribeiro, visitou, na quinta-feira, 8, a Secretaria de  Desenvolvimento Econômico e Turismo de Palmeira dos Índios (Sedetur-PI). Eles vieram realizar uma auditoria de análise de políticas de inclusão socioeconômica, em especial, o projeto “Viva as Marias de Palmeira”, desenvolvido pela Sedetur-PI. Este projeto, no Estado de Alagoas, obteve a melhor classificação no Progredir, em 2017 e é bem avaliado pelo Governo Federal.

A Prefeitura de Palmeira dos Índios lançou o projeto “Viva as Marias de Palmeira” em março de 2017,  com objetivo potencializar a mulher no mercado de trabalho, por meio de propostas sérias de mudanças para desenvolver o potencial empreendedor, especialmente na valorização do capital humano, o capital social e o potencial das mesmas como autoras do desenvolvimento. 

A secretária da Sedetur-PI Cléa Carvalho acompanhou a equipe do TCU e explicou o objetivo do projeto. “O objetivo da nossa gestão com o Viva as Marias de Palmeira é provocar transformações comportamentais que impulsionem o desenvolvimento local, em um processo participativo e negociado envolvendo as mulheres. Para tanto, o eixo de nossa atuação é a capacitação, o associativismo e o investimento no ser humano”, disse a secretária.

Depois da reunião, a equipe visitou a comunidade de Olho D’Água do Bonifácio, a Unidade Produtiva Têxtil, as Doceiras e as costureiras de Palmeira de Fora. O TCU identificou que a obtenção de informações sobre o Projeto Viva as Marias de Palmeira decorre de indícios de boas práticas de intermediação de mão de obra e de inserção no mercado de trabalho.

O auditor João Ribeiro se mostrou impressionado com o projeto. "O Projeto atua em diversas frentes. Me impressiona no projeto que,  inicialmente, o que parecia ser uma intermediação de mão de obra, atua também com o preparo da mulher para iniciação no mercado de trabalho, a partir das potencialidades locais, com destaque para a culinária e, também apoio ao têxtil, linha de frente de formação  para atender ao mercado local. Um projeto muito interessante. Ficamos impressionados. Parabéns”, ressaltou o auditor do TCU.


Fonte: Ascom Palmeira dos índios


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.