OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 11 de dezembro de 2017

Saúde

07/12/2017 às 15:40

Projeto forma exército mirim no combate ao Aedes em AL e PE

Secretária executiva do Conselho, Sylvana Medeiros, participou da premiação dos professores e estudantes que mais se destacaram no Projeto Todos Contra  o Aedes Secretária executiva do Conselho, Sylvana Medeiros, participou da premiação dos professores e estudantes que mais se destacaram no Projeto Todos Contra o Aedes

Mary Wanderley 

A secretária executiva do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems), Sylvana Medeiros, representou a entidade na entrega de 11 prêmios aos professores e alunos do Estado (Pernambuco levou oito premiações) que mais se destacaram no Projeto Todos Contra o Aedes aegypti, que aconteceu nesta quinta-feira (7) no auditório da caixa Econômica Federal, no Farol.

A representante do Cosems destacou a importância da mobilização e alertou a necessidade do investimento em políticas públicas efetivas, sobretudo no tocante ao saneamento básico, uma vez que os setores da Educação, Saúde e assistência Social têm se engajado mais nesta luta. De acordo com ela, mais de 60% dos municípios alagoanos aderiram, no período de 23 a 27 e outubro, à semana de mobilização nacional.

“Há dois anos Alagoas intensifica as ações de controle do vetor. Não podemos condenar as crianças a nascerem com microcefalia. Precisamos, enquanto atores e agentes sociais, discutir a efetividade de políticas públicas com plano de governo que enxergue a gravidade das sequelas que a zika e a chikungunya deixam nas pessoas acometidas por elas”, reforçou.

A prefeita de Campo Alegre, Pauline Pereira, cujo município teve dois professores e um aluno premiados, ressaltou que a adesão levou Alagoas a formar um exército contra o Aedes e solicitou à Caixa e a Editora Ensinart que invistam em mais ações no mesmo formato. “Gastamos muito mais com pessoas internas e sequeladas por causa da Zica e Chicungunya, que no investimento de iniciativas deste porte. Pelo menos 1.5 mil alunos receberam a carteirinha de combatentes voluntários e atuarão na família e comunidade”.

Pauline solicitou às empresas patrocinadoras do projeto que a próxima ação seja voltada à educação para a reciclagem. O gerente regional da Caixa, Josué Cardoso, salientou que os projetos somente dão certo quando têm o gestor à frente deles. “Formamos um exército mirim de combate ao mosquito, mas somos todos responsáveis pelo processo de mobilização contra o Aedes. Vale lembrar que investir em educação, saúde e saneamento é uma sequência do bem que traz ganhos para toda a sociedade”.

O diretor presidente da Ensinart no Ceará, Carlos Aquiles, idealizador do projeto, historiou como surgiu a ideia, a parceria firmada com a Caixa e o apoio do Ministério da Saúde. “O segredo é acreditar no professor e aluno, agregando o valor da tecnologia, redes sociais e outras ferramentas. Já temos a garantia da Caixa Econômica do investimento em novas tecnologias para o projeto, bem como a ampliação para mais municípios dos Estados do Ceará e Paraíba com maior índice de infestação predial”, concluiu Aquiles, acrescentando que a previsão é para o primeiro semestre de 2018.

A gerente de Vigilância e Controle da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Daniele Castanha, afirmou que o projeto agrega valor ao combate ao vetor que já é feito no Estado porque soma pela didática e material ricos para crianças e adolescentes, considerando a dificuldade financeira dos municípios. “Hoje temos um exército a mais, multiplicando o combate em suas casas, além de o projeto valorizar a criatividade de professores e alunos”, enfatizou.

PREMIADOS

São José da Tapera vai levar 4 prêmios; Campo Alegre 3; Arapiraca 1, Teotônio Vilela 1; Taquarana 1; e Estrela de Alagoas 1. Ao todo 45 municípios dos dois Estados - sendo 23 de Alagoas -  realizaram ações de campo e postaram em média seis mil ações entre fotos e vídeos e das 139 propostas de projetos e ações enviadas, foram selecionadas as melhores e postadas na internet. A partir de então, foram contabilizados 6 mil votos e os mais votados são os premiados.

Alagoas se destacou no Prêmio Criatividade: Viviane Aparecida Santos Cavalcante de Arapiraca (2º lugar) e Margarete Pinheiro de Teotônio Vilela (3º lugar). No Melhor Projeto: Elayne Cristinne Martins da Silva Santos de Campo Alegre ficou em 2 º lugar e Rosa Maria Cardoso de São José da Tapera em 3º. No Prêmio Meio Ambiente Carla Cristina dos Santos de Campo Alegre ficou em 1º lugar e Edna Farias de Taquarana em 3º.

O prêmio de Melhor Redação foi vencedora Jordania dos Santos Moraes de Campo Alegre e Anderson dos Santos Silva de São José da Tapera, que levou a 3º colocação. Na Melhor História em Quadrinhos, Fabrício Gomes dos Santos de São José da Tapear fica em 3º lugar. O prêmio de Melhor Paródia Musical, Poema e Cordel teve Ana Clara Cabral Ferro de Estrela de Alagoas como a 3º colocada. 

Galeria de Fotos

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 3028-7338 (Redação)

© 2017 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.