OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 21 de outubro de 2018

Saúde

10/08/2018 às 20:24

Técnica em enfermagem agredida por médico em Arapiraca recebe apoio do Coren-AL

Conselho aguarda encerrar o prazo da sindicância do hospital para tomar providências Conselho aguarda encerrar o prazo da sindicância do hospital para tomar providências

O Conselho Regional de Enfermagem (Coren-AL), através do Comitê de Valorização, ofereceu apoio à técnica em enfermagem agredida fisicamente por um médico no Hospital Regional de Arapiraca, no último dia 26 de julho. O Coren-AL aguarda finalizar o prazo da sindicância do hospital para tomar as previdências cabíveis.

A conselheira Leidjane Melo, acompanhada do presidente do Sindicato de Técnicos em Enfermagem de Alagoas (Sateal), Mário Jorge, visitou a vítima, que está muito abalada com a situação.  Por isso, foi oferecido apoio psicológico, além de todos os recursos que o Conselho e o Sindicato podem ofertar.

“O hospital suspendeu o suposto agressor e abriu uma sindicância. Depois da agressão, a técnica foi internada no próprio hospital e afastada por 10 dias das atividades laborais. Uma atitude louvável dos gestores, a Responsável Técnica de Enfermagem também está de parabéns pela postura de liderança que teve diante do caso”, afirmou Leidjane.

De acordo com o boletim de ocorrência, o médico deu dois tapas no rosto e insultou a vítima, que entrou em estado de choque e foi internada na unidade de saúde com hipertensão. O Sateal já encaminhou a denúncia a Procuradoria Regional do Trabalho (PRT).

O hospital tem um prazo de 15 dias para encerrar a sindicância e assim o Coren-AL abrir o processo com os encaminhamentos dentro do que determina o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem, além de abrir uma possível representação no Conselho de Medicina.

Segundo o presidente do Conselho, Renné Costa, a depender da sindicância pode ser aberto um desagravo público. “Nunca, nesses 45 anos de Coren-AL, foi preciso emitir uma nota de desagravo, mas se for necessário tomaremos essa atitude. Nós, enquanto Conselho, reafirmamos nosso compromisso com a enfermagem e repudiamos vigorosamente posturas que atentem contra o livre exercício da profissão”, afirmou o Renné.

Fonte: Ascom Coren/AL


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.