OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de janeiro de 2019

Segurança

08/01/2019 às 04:21

Homem usava nome do primo para cometer crimes

O NIC realiza identificação criminal de suspeitos de crimes (Foto: ASCOM/PC) O NIC realiza identificação criminal de suspeitos de crimes (Foto: ASCOM/PC)

Desde 2013, um homem usava o nome do primo Edson Sabino da Silva para praticar crimes (roubo de veículo, roubo a casa comercial e dirigir sem habilitação). A última vez foi preso em 15 de dezembro passado, por porte ilegal de arma com numeração raspada.

A prisão se deu no Conjunto Padre Cícero, na cidade de Viçosa. Mais uma vez, ele apresentou a certidão de nascimento do primo e, assim, foi registrado no boletim de ocorrência (BO).

Mas, o homem precisou ser transferido e foi solicitada ao Núcleo de Identificação Criminal (NIC), da Polícia Civil, a realização do serviço de identificação criminal, por meio de consulta biométrica.

Foi a partir desses exames, segundo o coordenador do NIC, Overlack Moura, que ficou constatado que, na verdade, o homem se tratava de Edson Francisco dos Santos, de 29 anos, que usava o nome do primo para escapar da Justiça. É que ele já havia praticado crime de homicídio, em 2010.

Com a identificação verdadeira do acusado, ele deve passar a responder pelos diversos crimes cometidos com o nome do primo e também pelo assassinato.

O Núcleo de Identificação Criminal (NIC) foi criado em dezembro de 2016, por meio de portaria, assinada pelo delegado-geral Paulo Cerqueira, numa parceria entre a Polícia Civil e a Perícia Oficial, e utiliza o banco de dados do Instituto de Identificação (Sistema de Identificação Criminal – Sistema AFIS) para realizar consultas sobre pessoas presas que não apresentam documentos.

Além disso, também é feita a identificação civil de menores infratores, desde que o responsável apresente a certidão de nascimento original do menor apreendido.

Fonte: Ascom PC

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.