OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 18 de julho de 2019

Segurança

15/04/2019 às 08:10

Polícia prende estuprador em série, reconhecido por 9 vítimas em Maceió. Mais 10 casos estão sendo investigados

Benício Vieira foi levado para o CODE - Foto: Heliana Gonçalves - TV Gazeta Benício Vieira foi levado para o CODE - Foto: Heliana Gonçalves - TV Gazeta

Valderi Melo

Benício Vieira de Lima, de 41 anos, é apontado pela polícia como um estuprador em série. A delegada Ana Luiza Nogueira, gerente da Polícia Judiciária da Região 1 (GPJ1), diz que nove vítimas já o identificaram e outros 10 casos estão sob investigação. As vítimas tinham entre 11 e 18 anos.

O acusado foi preso nesta segunda-feira, pela Polícia Civil de Alagoas, no bairro de Guaxuma, em Maceió, e levado para o Complexo de Delegacias Especializadas (Code). 

A delegada destacou o trabalho da força-tarefa, com o êxito investigativo até a prisão. "Trata-se de um estuprador em série, que vinha cometendo diversos atos sexuais quinzenalmente, desde o ano de 2015. Após as investigações, conseguimos capturar o indivíduo. Agora, aguardamos a chegada do Instituto de Criminalística para fazer a perícia no local onde ele cometia os estupros. Inclusive, já foi realizada a coleta de material genético junto ao laboratório forense de Brasília, cujos resultados foram bastante eficazes para o inquérito policial", ressaltou a delegada. 

Como agia o criminoso
A delegada Adriana Gusmão, titular da Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente, explicou que o estuprador agia nos bairros do Feitosa e Jacintinho. Com uma arma ele abordava a vítima e obrigava que entrasse no veículo. O estupro acontecia dentro de um escritório, na Avenida Rotary, bairro do Farol, que é o local e trabalho de Benício Vieira.  

"Ele praticou os atos sexuais à força. Como foi falado, nove vítimas já fizeram o reconhecimento e estamos apurando outros casos envolvendo a mesma pessoa. Ou seja, era um estuprador contumaz", afirmou a delegada.

Comentários

crea-06e07
Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.