OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 12 de dezembro de 2018

Turismo

16/11/2018 às 06:15

Maceió mira desenvolvimento do turismo acessível

Acessibilidade é prioridade de equipamentos turísticos de Maceió. Foto: Arquivo Semtur Acessibilidade é prioridade de equipamentos turísticos de Maceió. Foto: Arquivo Semtur

Bárbara Pacheco

A acessibilidade se tornou um dos principais pré-requisitos para que um destino turístico se torne referência. Para que o turismo seja de fato para todos, é fundamental que os equipamentos turísticos, bem como serviços e produtos estejam aptos para atender pessoas com limitações físicas, incapacidades ou idade avançada. Essa é a premissa que tem pautado a agenda da Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), e do trade turístico alagoano, que miram o desenvolvimento do turismo acessível na capital alagoana.

Maceió conta, atualmente, com iniciativas inovadoras voltadas para a inclusão social no turismo. É o caso do projeto Praia Acessível, com jangadas adaptadas e cadeiras anfíbias para transporte de pessoas com deficiência e um banho de mar assistido. O serviço, que hoje funciona uma vez por mês, estará disponível diariamente após a construção da Guarderia Acessível – equipamento público destinado a pessoas com deficiência e esportistas náuticos, localizado na orla da Pajuçara, que será entregue pela Semtur, em parceria com o governo federal.

“ A Prefeitura de Maceió têm reunido esforços para fazer com que a capital alagoana avance na oferta de serviços e produtos turísticos a todos os públicos. A capital alagoana tem tudo para ser referência no turismo acessível com a construção da Guarderia, que ampliará o atendimento a turistas e maceioenses com deficiência ou mobilidade reduzida. Junto com a iniciativa privada, o poder público municipal aposta também considera a acessibilidade fundamental para o desenvolvimento do setor”, destacou o titular da Semtur, Jair Galvão.

Rui Palmeira inaugura o projeto Praia Acessível. Foto: Pei Fon Secom/Maceió

Projeto Praia Acessível será ampliado com a construção da Guarderia Acessível

Além das jangadas adaptadas, a pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida também pode explorar o mar azul e a diversidade marinha da capital alagoana em segurança, com o mergulho autônomo na Piscina do Amor, localizada na Praia de Pajuçara. A experiência é assistida por profissionais da empresa de mergulho Let’s Dive, que promove a atividade de inclusão em Maceió.

Hotéis inclusivos

Os avanços no turismo inclusivo no setor são visíveis e estão na lista de prioridades do setor hoteleiro, que tem sido desafiado pelo crescente número de viajantes com deficiência. A maioria dos hotéis dispõe de quartos adaptados, banheiros amplos, elevador, rampa e corredores mais largos que facilitam a circulação dos cadeirantes e garantem mais conforto na estadia deste público.

Um dos mais tradicionais empreendimentos hoteleiros da cidade, o Maceió Mar Hotel é um dos que se preocupam com a inclusão dos visitantes com deficiências diversas. Além da estrutura acessível exigida para quem possui deficiência física ou mobilidade reduzida, o hotel aposta na comunicação e hospitalidade para um melhor atendimento às necessidades dos hóspedes.

“No grupo Maceió Mar Empreendimentos Hotéis, que inclui o Maceió Mar Hotel e o Acqua Suítes, estamos buscando o aprimoramento no atendimento aos anseios deste público diferenciado, trazendo a expertise dos excursionistas especializados em turismo adaptado para experimentar nossos hotéis e compartilhar experiências”, explicou o gerente comercial do hotel, Carlos Endrigo Soares.

Grupo dr surdos elogiaram atendimento hoteleiro em Maceió (Foto: Bárbara Pacheco)

Grupo de surdos e intérpretes elogiaram atendimento hoteleiro em Maceió

Hospedados no hotel, um grupo de 13 surdos da Associação de Pais e Amigos dos Surdos de Paraí (RS) escolheu Maceió como destino da viagem que fazem anualmente juntos, atraídos pelas belezas naturais e o equipamento hoteleiro. “Nossa maior dificuldade em viagens é a comunicação, em todo o País ainda é preciso que um intérprete nos acompanhe. Escolhemos Maceió pelas praias, pela cor do mar e gastronomia e estamos adorando a cidade, que é bem sinalizada. Fomos muito bem recebidos nesse hotel, nos sentimos acolhidos com o atendimento e recebemos suporte nas nossas necessidades”, avaliou Bruno Silvestre, 29 anos.

Nos próximos anos, diversos hotéis em construção na capital alagoana já miram no turismo inclusivo, fundamental para o desenvolvimento do setor local.



Ascom Semtur

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.