OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de julho de 2019

Turismo

22/06/2019 às 18:58

Terminal de passageiros deve aumentar em até 50% o número de navios para Maceió

Obras do terminal de passageiros seguem avançandoFoto: Kaio Fragoso Texto de Thiago Tarelli Obras do terminal de passageiros seguem avançandoFoto: Kaio Fragoso Texto de Thiago Tarelli

Thiago Tarelli

O mar calmo de cor azul cristalino de Alagoas vai ficar mais agitado com as próximas temporadas de cruzeiros. Isso porque com a conclusão das obras do terminal de passageiros do Porto de Maceió, prevista para o primeiro semestre de 2020, a capital alagoana se tornará ainda mais atrativa para o turismo de cruzeiros.

Quem atesta essa possibilidade é Marco Ferraz, presidente executivo da Clia Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), filiada à maior associação da indústria de cruzeiros do mundo. “Ter um terminal no Porto de Maceió sempre foi um pleito do setor. Estamos acompanhando as demais obras pelo Brasil, mas Maceió sempre foi um destino querido pelo setor, pelas armadoras e pelos cruzeiristas”, ressalta.

Ainda de acordo com Marco Ferraz, as operações em Maceió estão se intensificando com as chegadas e partidas de travessia, quando a embarcação vai ou volta para as temporadas em outros continentes. 

 Obras do terminal de passageiros seguem avançando (Foto: Kaio Fragoso)

“Maceió está sempre no nosso radar e dos nossos associados, que querem colocar o destino em seus roteiros. Os roteiros contemplam Salvador como destino no Nordeste, mas as conversas estão avançando e outras cidades poderão ser incluídas nos roteiros da temporada. Temos falado constantemente com o secretário de Turismo de Alagoas, Rafael Brito, e as expectativas são bastante positivas”, pontua.

Dados do Ministério do Turismo (Mtur) revelam que a próxima temporada de navios na costa brasileira, que começa em novembro deste ano, chega com aumento de 13% na oferta de leitos e de 30% nas vendas da maior operadora de viagens do país, na comparação com a temporada passada. Serão ofertadas 496 mil vagas para os roteiros, que terão 585 escalas nos principais destinos litorâneos do país.

Um navio de cruzeiro de porte médio geralmente tem capacidade para três mil passageiros e cerca de mil tripulantes. Na passagem por Maceió, cerca de 70% deste contingente desembarca para conhecer a capital e cidades vizinhas, como Marechal Deodoro e Barra de São Miguel, por exemplo. Na temporada 2018/2019, mais de 25 mil turistas passaram pelo Porto de Maceió.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo Alagoas, Rafael Brito, essa é a oportunidade ideal para que o segmento cresça no Estado. “O mercado está crescendo para o segmento de cruzeiros e é importante que Alagoas aproveite essa oportunidade para fortalecer a atividade. O terminal de passageiros deve trazer um crescimento de até 50% no número de navios para a temporada 2020/2021. Com uma estrutura de qualidade, vamos receber bem os turistas proporcionando mais conforto enquanto conhecem nossos atrativos, movimentando a economia alagoana e gerando mais empregos e oportunidades no setor",  afirma o secretário.

A previsão de crescimento do secretário Rafael Brito vai de encontro com a de Alejandro Velásquez, diretor comercial da Luck Receptivo, parceira comercial da MSC Cruzeiros, maior operadora do segmento no mundo. “Nossa parceria com a MSC é importante porque trabalhamos com eles todas as possibilidades do Destino Alagoas. Com o terminal de passageiros, não tenho dúvidas que teremos uma maior procura pelo destino. Nesta temporada de 2019/2020 já esperamos um aumento de 15%, já na temporada 2020/2021 certamente chegaremos à meta de 50%”, ressalta Alejandro Velásquez.

Crescimento no número de cruzeiros anima comerciantes alagoanos

Maria Rosália dos Santos, de 62 anos, tem uma barraca de tapioca na praia de Pajuçara, ao lado da feira de artesanato, e conta que as vendas chegam a dobrar em dia de cruzeiro na cidade (Foto: Kaio Fragoso)

Os comerciantes, artesãos e ambulantes que trabalham na orla de Maceió também esperam colher bons frutos dessa expansão dos cruzeiros na capital. Maria Rosália dos Santos, de 62 anos, tem uma barraca de tapioca na praia de Pajuçara, ao lado da feira de artesanato, e conta que as vendas chegam a dobrar em dia de cruzeiro na cidade.

“Eu vendo 50% a mais, às vezes chego a dobrar o número de vendas, em dia de cruzeiro. Para mim é sempre muito bom. Os turistas gringos e mais velhos não costumam gastar muito, mas os mais jovens gastam bem, bebem bastante, adoram água de coco e tapioca. Se vier mais nas próximas temporadas a gente vai ficar muito feliz, acho que vou até ter que contratar mais gente para atender”, conta Rosália.

 Jaqueline da Conceição, de 44 anos, é vendedora na feira de artesanato da Pajuçara há 13 anos e também espera que as vendas melhorem com novos cruzeiros (Foto: Kaio Fragoso)

Jaqueline da Conceição, de 44 anos, é vendedora na feira de artesanato da Pajuçara há 13 anos e também espera que as vendas melhorem com novos cruzeiros. “A expectativa da gente é que melhore nossas vendas né? Quanto mais cruzeiros melhor! ”, diz.


Ascom Sedetur

Comentários

crea-06e07
Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.