OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 16 de dezembro de 2018

Agronegócios

15/11/2018 às 19:30

Agricultores de Santana do Mundaú participam de projeto para o controle da mosca negra dos citros

Em uma iniciativa da Prefeitura de Santana do Mundaú, EMATER, SEBRAE e Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas, com apoio da COOPLAL, ECODUVALE, EMDAGR, IFAL, CECA/UFAL e NEA ZP, produtores rurais estiveram reunidos no evento de abertura do Projeto de controle da mosca negra dos citros. Entre os dias 26 e 29 de novembro, técnicos dos órgãos estarão promovendo oficinas em localidades da zona rural, com ações de monitoramento, orientação técnica, visitas às propriedades e palestras educativas sobre o uso adequado das práticas de pulverização e de utilização de produtos utilizados no controle à praga.

Presente no evento, o prefeito Arthur Freitas destacou a importância da parceria com os órgãos que levarão informações e orientações aos agricultores. "Nossa região se destaca na comercialização de laranja lima não somente em Alagoas, mas em todo Brasil, e, através desse trabalho educativo, podemos alertar os produtores para os cuidados e prevenção no combate à praga. Todas essas informações mostram que o controle da Mosca Negra é possível e eficiente, e para isso, os produtores devem adotar métodos que não causem desequilíbrio ambiental, onde práticas de cultivo inadequado podem contribuir para uma disseminação rápida e a resistência da praga, como por exemplo, o uso inapropriado de agrotóxicos. Por esse motivo, garantimos acompanhamento com técnicos e agrônomos, além de todo suporte necessário tanto para a qualidade do cultivo e da safra, quanto para a saúde do agricultor mundauense", reforçou. 

Mosca negra

De origem asiática, a mosca negra (Aleurocanthus woglum) causa danos diretos e indiretos aos citros e prejudica o desenvolvimento e a produção das plantas. Pode ser disseminada por transporte de material vegetal, principalmente plantas ornamentais, pelo homem e carregada pelo vento.

As espécies de citros são os hospedeiros primários, mas a praga pode infestar mais de 300 espécies de plantas, incluindo abacateiro, cajueiro, videira, lichiera, goiabeira, mamoeiro, pereira e roseira, plantas ornamentais e daninhas, sendo transportadas facilmente entre regiões.

Fonte: Assessoria


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.