OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de julho de 2018

Educação

13/04/2018 às 17:59

Correspondência encontrada pela atual gestão da Uneal revela que Capes suspendeu financiamento do doutorado

Correspondência encontrada pela atual gestão da Uneal revela que Capes suspendeu financiamento do doutorado Correspondência encontrada pela atual gestão da Uneal revela que Capes suspendeu financiamento do doutorado

Desde que assumiu a gestão na última segunda (9), a nova equipe do reitor Clébio Correia está fazendo um verdadeiro mutirão para analisar  processos, verificar a execução de programas,  checar prestação de contas, entre  outras ações. O mutirão na área administrativa e financeira é para identificar a real situação da instituição e analisar o que pode ser viabilizado de forma dinâmica e eficaz.

No segundo dia de trabalho, uma correspondência encontrada na mesa onde despachava  o então pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação, e atual candidato a reitor, Cristiano Cezar Gomes, revelou que o financiamento  do doutorado em Letras havia sido suspenso.

O Dinter em Letras da Uneal é um programa de aperfeiçoamento de professores financiado pela Capes, e  executado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), no Paraná.  Dozes professores da Uneal foram aprovados no doutorado. Os recursos para o financiamento desse programa é na ordem de R$ 270 mil.

Em nenhum momento, a equipe da nova gestão da Uneal, e os professores que estão realizando o doutorado foram informados dessa situação que pode inviabilizar, definitivamente, a execução do Dinter.

Ao tomar conhecimento dessa situação grave, o atual pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Rodrigo Leite, imediatamente entrou em contato com o então coordenador do Dinter, solicitando informações sobre  a prestação de contas dos recursos enviados pela Capes. Mas não obteve resposta.

O pró-reitor convocou uma reunião de urgência com os doze doutorando da Uneal que participam do Dinter em Letras para informar a Capes tinha indicado a suspensão dos recursos desde março do ano passado. Essa verba é usada para custear as despesas com passagens aéreas, estadas em hotéis, bem como outros gastos durante a duração do programa que é de quatro anos. 

Os doutorando informaram que já no próximo mês, eles terão que permanecer durante trinta dias  em Maringá, realizando um cronograma de atividades relativas ao doutorado.

O pró-reitor da Propep informou que sem o financiamento da Capes, a Uneal não tem recursos para pagar as despesas dos doutorandos no Paraná. “Estamos aguardando que o professor Cristiano Cezar apresente a prestação de contas do programa para tentarmos  junto com a Capes, encontrar uma alternativa para esse entrave”, finalizou.

Fonte: Ascom Uneal


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.