OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de novembro de 2018

Justiça

07/11/2018 às 13:43

Alfredo Gaspar é candidato único na eleição que escolherá o procurador-geral de Justiça

O procurador-geral de justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, será candidato único no pleito que elegerá o chefe do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) para o biênio 2019/2020. Na eleição, que acontecerá em 30 de novembro próximo, os membros da instituição votarão e, na sequência, ao final do dia, a Comissão Eleitoral anunciará o resultado, que depois será enviado ao governador do estado para a devida nomeação. Como é candidato a reeleição, Alfredo Gaspar está afastado de suas funções desde o dia 29 de outubro.

Todo o pleito está sendo presidido e organizado por uma comissão nomeada pelo Colégio de Procuradores do Ministério Público de Alagoas. De acordo com publicação do Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (7), ao reunir-se, no último dia 5, para analisar a as candidaturas, verificou-se que apenas Alfredo Gaspar havia feito a inscrição. Para o procurador-geral de justiça em exercício, Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, que preside a comissão eleitoral, “o Ministério Público se prepara para escolher quem dirigirá a instituição nos próximos dois anos, demonstrando unidade e transparência”. 

A comissão ainda é composta pelos promotores de justiça Isaac Sandes, Almir Crescêncio e Luciano Romero. Puderam concorrer ao cargo os integrantes do Ministério público em atividade, com mais de 35 anos de idade e no mínimo cinco anos de carreira.

Histórico

Alfredo Gaspar de Mendonça Neto foi eleito procurador-geral de justiça de Alagoas para o biênio 20017/20018. Iniciou sua carreira no Ministério Público Estadual em 8 de abril de 1996, na Promotoria de Justiça de Maravilha. Atuou também como promotor nos municípios de Palmeira dos Índios, Satuba, Paulo Jacinto e Quebrangulo, além de ter exercido seu ofício em várias Promotorias Especializadas da Capital e nos gabinetes da Procuradoria-Geral de Justiça e da Corregedoria-Geral.

Na condição de representante do MPE/AL, participou de investigações de casos de grande repercussão no Estado, a exemplo do assassinato da ex-deputada federal Ceci Cunha (1998) e do extermínio de moradores de rua em Maceió (2010). Alfredo Gaspar também já compôs o Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg) e o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. Recentemente, comandou a Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Por duas vezes, o promotor de justiça coordenou o Grupo de Atuação Especial Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPE/AL, cuja missão principal é investigar organizações criminosas ligadas a assassinatos, tráfico de drogas e armas e quadrilhas especializadas em desviar recursos públicos. O Grupo ganhou reconhecimento após deflagrar sucessivas operações, em parceria com a 17ª Vara Criminal da Capital e as Polícias Militar e Civil, que costumam ser finalizadas com prisões e farto material apreendido após os cumprimentos de mandados de busca e apreensão e prisão. Pelos trabalhos à frente do Gaeco, o promotor recebeu em 2012 a Medalha Mérito do Ministério Público.

Mais recentemente, ele foi escolhido para presidir o Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), colegiado que reúne os Gaecos de todos os MPs do Brasil. Alfredo Gaspar de Mendonça, além da formação acadêmica no curso de Direito, é pós-graduado em Direito Público.

Fonte: Ascom MPE/AL


Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.