OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 23 de janeiro de 2018

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) é editor-geral do AL1.
08/12/2017 às 22:01

Carlos Alberto Canuto ‘atira no pé’ e inflama clima no Pilar

A polícia chegou no Pilar. Por solicitação do prefeito Renato Rezende, ao governador Renan Filho, a cidade está ocupada por tempo indeterminado.

Na segunda-feira, às 10h, o governador receberá o prefeito pilarense, que oficializará o pedido para que a força-tarefa da Segurança Pública fique até que o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) seja inaugurado.

A presença da polícia nas ruas do Pilar pode até inibir que as gangues continuem se digladiando por pontos de droga, mas não corrige um erro do passado, que há muito tempo castiga os pilarenses, principalmente os de famílias humildes.

O que é preciso ser feito - AGORA - está feito. A força policial nas nuas inibe os criminosos, mas não corrige e não garante o futuro de ninguém.

Neste momento de profunda perplexidade na cidade, com reconhecimento da Justiça e do Governo do Estado, um dos responsáveis pelo que hoje acontece no Pilar, utiliza sua conta pessoal no Facebook para atacar.

Carlos Alberto Canuto, que governou o município por três vezes e foi deputado federal, perdeu a eleição para Renato Filho. Desta vez perdeu a oportunidade de ficar calado.

No Facebook disse que Pilar é manchete na imprensa devido à violência. Isso para nós que vivemos lá não é novidade, mas os gestores ao invés de cumprirem sua missão ficam divulgando falsas ações enganando e deixando vulnerável a população, basta de falsas promessas, vamos botar os pés no chão e exigir dos falsos profetas, alguma atitude”.

Os erros de acentuação e pontuação, no texto de Carlos Alberto Canuto, são secundários diante da situação vivida pela população do Pilar.

Ele mesmo, que administrou o município por três vezes, diz que “Pilar é manchete na imprensa devido à violência. Isso para nós que vivemos lá não é novidade”. Deve saber bem o que está dizendo.

“...os gestores ao invés de cumprirem sua missão ficam divulgando falsas ações enganando e deixando vulnerável a população”. Também parece claro, basta saber que há mais de 30 anos não se constrói uma escola municipal no município, que tem 0% de saneamento básico.

vamos botar os pés no chão e exigir dos falsos profetas, alguma atitude”. Bem... ele não colocou os pés no chão. Preferiu o ataque, quando o momento pede calma, serenidade e união de todas as forças. Sobre exigência, o prefeito acionou o governador que, mesmo da Colômbia, reconheceu a complexidade do momento. Com relação a "falso profeta" talvez tenha escrito se olhando no espelho.

Não é com gente assim (ou político desta natureza) que teremos um Estado pleno. Não se promove a paz atacando o adversário. É uma pena. Certamente não era esse o apoio que os pilarenses esperavam de um ex-prefeito.

Pilar continua pedindo paz.

Em tempo: Sobre a parte da responsabilidade, atribuída ao ex-prefeito, foi com base no texto do mesmo:  os gestores ao invés de cumprirem sua missão ficam divulgando falsas ações enganando e deixando vulnerável a população, basta de falsas promessas, vamos botar os pés no chão e exigir dos falsos profetas, alguma atitude”.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.