OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 23 de abril de 2018

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
05/01/2018 às 10:15

Atenção banhistas! Barra de São Miguel está infestada de traíras

Eles chegaram! Os traíras estão por toda parte da paradisíaca Barra de São Miguel. Político que se preze tem casa no balneário mais badalado de Alagoas, principalmente nas férias de janeiro.

Não confundir OS TRAÍRAS, com as traíras, peixes carnívoros de água doce, presente em açudeslagoslagoas e rios

Ainda que tenham dezenas de características semelhantes, fica apenas a observação.

As traíras maiores costumam atacar iscas em movimento, como as artificiais.
Os traíras graúdos só fisgam iscas que se movimentam para lhe dá voto, com promessas artificiais

As traíras sugerem cuidado ao manipulá-la, pois costumam dar mordidas muito dolorosas e que sangram abundantemente.
Os traíras não têm regra para atacar. A ira de um político traíra pode até matar

As traíras são indesejáveis em piscicultura, pois alimentam-se vorazmente de alevinos e peixes jovens de outras espécies.
Os traíras graúdos agem na sombra e em silêncio absoluto. Alimentam-se de políticos frágeis e alevinos que sonham em ser políticos.

As traíras são territorialistas e canibais; protegem suas crias até que se espalhem em meio à vegetação marginal.
Os traíras graúdos dominam seus territórios, protegem suas crias e depois as espalham na seara política. 

É por isso que “AS e “OS TRAÍRAS se parecem tanto. Devido às características o vocábulo "traíra" também é utilizado como gíria no Brasil, para identificar o indivíduo traidor, que age nas sombras, sorrateiramente delatando ou prejudicando seus colegas. É ou não é muita coincidência?

Até o carnaval a maioria desta turma vai infestar a Barra de São Miguel. 

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.