OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 15 de julho de 2018

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
29/06/2018 às 09:27

“A verdade é um fim inatingível”. Que o diga Washington Luiz e Davi Maia

O psiquiatra Augusto Cury, com mais de 28 milhões de livros vendidos, é uma das maiores autoridades sobre o estudo da mente humana. É dele a frase “A verdade é um fim inatingível”.

Com décadas dedicadas ao estudo da mente, Augusto Cury tem analisado o comportamento humano sob pontos de vista psicológico, filosófico, psicopedagógico e sociológico. Portanto, sinto-me muito à vontade para concordar com o “mestre de gerações”, que “somos uma sociedade doente, que tem formado pessoas doentes”.

Dos estudos à prática
A semana está chegando ao fim com duas notícias controversas tomando conta do noticiário: a inocência do desembargador Washington Luiz e a antecipada condenação de Davi Maia.

De um lado, um desembargador afastado - pelo atuante Conselho Nacional de Justiça (CNJ) - da presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas, acusado de uma série de denúncias. Dois anos depois, o mesmo conselho que o afastou das funções e o levou ao ridículo, conclui que o investigado é inocente. (e só)

Dou outro, um jovem promissor, que ganhou notoriedade ao interditar grandes redes de supermercados e até órgãos públicos flagrados fora dos princípios legais. Na Secretaria Municipal do Meio Ambiente e na Superintendência Municipal de Limpeza Urbana (Slum) foi um crítico contumaz à falta de educação da população e à negligência dos setores público e privado, muitas vezes denunciados POR ELE na imprensa e redes sociais.

Sobe e desce
Muitas diferenças e algumas semelhanças separam Washington Luiz e Davi Maia, agora, passageiros da mesma roda-gigante da vida.

O veterano desembargador está retomando suas funções no TJ, não como presidente, posto do qual foi tirado por suspeitas de irregularidades na função.  

O jovem (até então) gestor decidiu seguir os passos do pai - atual prefeito de Quebrangulo. De cara, já percebeu que do lado dos leões o buraco é mais embaixo. Pré-candidato a deputado estadual com o slogan “SE LIGUE NO CERTO”, Davi Maia virou alvo de uma série de ataques, alguns já transformados em representação, que serão devidamente apuradas pela Câmara de Maceió.

Um dia de cada vez
O que aconteceu esta semana com Washington Luiz e Davi Maia faz parte da rotina de centenas de pessoas comuns e públicas, que têm suas vidas viradas de cabeça para baixo, por motivos doentios.

É aí onde Augusto Cury sabe explicar melhor que nós:  

A verdade é um fim inatingível”.

Somos uma sociedade doente, que tem formado pessoas doentes”.

O fato não está em saber se Washington Luiz é inocente e Davi Maia é culpado. É que, diariamente, um de nós cai no acento da roda-gigante da vida e passamos a fazer parte da vida dos outros, sendo ridicularizados, apedrejados e condenados SEM VEREDICTO.

Quem não já passou por isso, que atire a primeira pedra. Aos culpados, os rigores da lei. Aos “juízes da vida”, sempre de plantão para disseminar o ódio, a misericórdia.

Em tempo:
Se as investigações apontarem para a culpabilidade de Davi, será uma decepção pessoal deste jornalista. Se as denúncias se confirmarem, ele era apenas mais um rapaz latino americano.  

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2018 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.