OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 19 de junho de 2019

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
10/01/2019 às 10:09

Rodrigo Maia fecha as portas para o PT e Arthur Lira já divide a liderança pela presidência da Câmara

239 a 214 é a diferença de Rodrigo Maia (DEM) para Arthur Lira (PP), divulgada nesta quinta-feira, pela Folha de São Paulo. Na mesma publicação os adversários dizem que o teto de Maia é 200 votos.

Como não haverá o voto em bloco, dos partidos, a decisão do presidente do STF, Ministro Dias Toffolli, de manter a eleição secreta na Câmara e no Senado, respeitando a independência dos poderes, a polarização entre os dois ex-aliados favorece Arthur Lira, segundo o apurado pela imprensa em Brasília.

Os riscos “secretos”
Sem a identificação do voto a possibilidade de traição ao combinado é avassaladora. Outra vez pior para Maia que, para agradar alas do PSL, resolveu fechar as portas para o apoio do PT, maior bancada, com 56 deputados.  Nesta mesma linha JHC (PSB) tem dificuldades de aliança com o Partido dos Trabalhadores.

Diferente da corrida ao Senado, a disputa pela presidência da Câmara tem o segundo turno como certo. Novamente a carga negativa recai sobre Rodrigo Maia.

Confiante na vitória Arthur Lira tem optado por visitar os deputados em seus estados de origem. A estratégia indica o acerto.

Assim como no Senado a eleição na Câmara está prevista para 1º de fevereiro.

Comentários

Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação)

© 2019 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.