OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 30 de março de 2020

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
20/03/2020 às 14:55

Almirante assume o Porto de Maceió e exonera geral. Bancada alagoana tem a missão de reverter a situação

O Porto de Maceió tem um novo comandante. A administração passou das mãos do deputado federal Marx Beltrão, para o Almirante Leandro – indicação presidencial. A alternância de comando seria natural, mas vai muito além do choque de comando. Aliás, o novo superintendente já assumiu passando a caneta geral, nos comissionados.

E daí?
Não olhe para a perda de Marx, mas para um golpe no setor produtivo do Estado, que utiliza o Porto de Maceió, agora subalterno ao Estado do Rio Grande do Norte através de Companhia de Docas, integralizando totalmente, inclusive suspendendo a independência financeira do porto, passando a ser conta única controlada por Natal. 

Sem falar nas características diferentes, a logística administrativa de fertilizantes, sal e açúcar também será afetada – e passa a ser de responsabilidade e lucratividade do Rio Grande do Norte.

Missão
A bancada de Alagoas precisa agir, urgente. Nosso Estado tem liderança demais (ou será muito índio?). Vamos ver se contingente significa força, no turbulento governo de Jair Bolsonaro.


Comentários

HIV
Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2020 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.