OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 11 de julho de 2020

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
26/06/2020 às 11:34

Pesquisa DataSensus, a terceira registrada em Matriz, embola corrida eleitoral. Uma quarta, sem registro no TRE, aponta números diferentes

Matriz do Camaragibe dá o tom de como se assanha a emblemática corrida eleitoral em Alagoas, neste tempo de pandemia. Aliás, o que está acontecendo no município é um case para que o Tribunal Regional Eleitoral se manifeste o quanto antes. 


Imagine como será o pleito com a explosão das fake news, os efeitos da pandemia, a possibilidade de nova data, a impossibilidade de aglomeração e, agora, com o surgimento de novos institutos de pesquisa. Coloque tudo isso num liquidificador que sairá uma mistura não aconselhável para o consumo humano.


O caso de Matriz é emblemático porque chama a atenção para uma prática antiga, que surte efeitos devastadores. Ao tomar conhecimento dos números de qualquer instituto por essas bandas, fique sempre com a pulga atrás da orelha, porque os números podem até serem o que você ver, mas não com a realidade que se apresentam.


Pesquisas encomendadas em Alagoas para confundir o eleitor, mudar a opinião de pré-candidatos e consolidar alianças faz parte do cotidiano político. Geralmente nunca se sabe quem está com a verdade.


O que acontece em Matriz se repete - de maneirosa sorrateira e obscura - na maioria dos municípios alagoanos. O caso só ganhou repercussão porque Cícero Cavalcante, contratante do Ibrape, discordou dos números do TDL, contratada pelo PSC, e fez um vídeo compartilhado pelos grupos de WhatsApp, com ofensas ao instituto e seu CEO. O revide de Tadeu Lira foi rápido, acionando o TRE para que faça uma perícia nos números do Ibrape.


O DETALHE EM MATRIZ É: Os dois principais nomes têm o Plano B como A. Ou seja: Cícero Cavalcante e Marquinhos enfrentam problemas na justiça e trabalham as candidaturas dos filhos Fernando e Octávio. Um lado divulga os números com Cicero liderando, o outro com Octávio líder, no cenário sem Cícero e Marquinho. 


Agora, seguem os números da pesquisa Data Sensus (bancada pelo próprio instituto) realizada entre os dias 23 e 24 de junho. Destaco que há mais um levantamento, sem registro no TRE, a pedido de um terceiro grupo político, com números ainda mais divergentes das três amostras registradas

Seguem os números do DataSensus: 


Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2020 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.