OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 21 de julho de 2024

Notícias

06/12/2021 às 15:12

Pesquisadores da Ufal estudam erradicação da pobreza e segurança alimentar

O ativo e dinâmico trabalho do professor Rafael Navas, falecido em dezembro de 2020, gera mais um artigo científico, publicado, recentemente, na Revista Retratos de Assentamentos. O artigo foi concluído pelos pesquisadores Themis de Jesus Silva e Emerson Soares, do Campus de Engenharias e Ciências Agrárias (Ceca), da Universidade Federal de Alagoas, onde o professor Rafael exercia suas atividades acadêmicas no curso de Agroecologia.

Mestre e Doutor em Ecologia Aplicada, no Campus Ceca Rafael coordenava projetos com agricultura agroecológica em assentamentos rurais do Estado e no Pronera (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária). Também pertencia à equipe de pesquisadores da Expedição Científica, realizada, anualmente, pela Ufal, onde teve relevante contribuição com estudos em prol da Região do Baixo São Francisco.

A pesquisa, que resultou na publicação no periódico, foi desenvolvida com famílias rurais atendidas pelo Programa Brasil sem Miséria no município alagoano de Traipu, a 199 km da capital. Teve como objetivo, avaliar as características sócio produtivas, hábitos de consumo e segurança alimentar de famílias rurais atendidas pelo citado programa.

“Foi feita uma avaliação sobre aspectos da escolaridade, restrição de acessos a serviços básicos, limitação da produção agrícola, e como o programa não conseguiu reverter o problema da insegurança alimentar na região. O artigo publicado, na edição de agosto deste ano na Revista Retratos de Assentamentos, onde o professor Rafael fazia questão de dizer que deveria ser enviado para esse periódico, também é um dos frutos da expedição científica de 2019. O professor Navas foi um importante e dinâmico aliado do evento científico”, diz Emerson Soares.

O Programa Brasil sem Miséria foi criado com o objetivo de erradicar a pobreza extrema, buscando a garantia de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva, por meio de projetos de fomento, que buscam garantir a segurança alimentar e nutricional e gerar renda às famílias.

Ao destacar a importância do trabalho e que teve ele como um dos autores do artigo científico, Emerson enfatiza: “A avaliação feita é de que as políticas públicas são insuficientes e ainda falta um longo caminho para se reverter na região os indicadores sociais. Faltam, ainda, políticas mais claras para superar os problemas de insegurança alimentar e de que outras ações devem ser reforçadas para reverter o problema”.

Para conhecer o artigo O Programa Brasil sem Miséria no Agreste Alagoano e as limitações para superação da pobreza acesse o site.



Ascom Ufal 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.