OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 13 de agosto de 2022

Artigos

30/05/2022 às 15:51

Crônica: A culpa é dos outros

Aquele é o Tibúrcio.  

Tibúrcio é daquelas pessoas que acredita não ser responsável pelas coisas erradas que acontecem a si mesmo. 

A culpa é sempre dos outros! 

Igual aquela história do sujeito que flagrou a mulher com outro homem no sofá da sala e culpou o sofá, jogando-o fora, ou então o camarada que recebeu uma carta com notícias ruins e culpou o carteiro. 

Tibúrcio também tem essa mania de achar que tudo de ruim ou errado que acontece com ele é consequência das atitudes dos outros. Nunca dele mesmo. 

É formado em contabilidade, mas não consegue parar em escritório algum, já que toda vez que faz algum cálculo errado, joga a culpa em algum colega. Porém, é claro que a verdade vem à tona, mas Tibúrcio não admite seus erros, e sempre acaba demitido por justa causa. 

Trabalhou como caixa de supermercado, errou o troco de um cliente, voltando uma quantia a mais, o próprio cliente, ao perceber o dinheiro a mais que recebera voltou ao caixa para devolver a quantia, mas Tibúrcio alegou que jamais cometera tal equivoco e que o cliente estava querendo o prejudicar. Ao ser constatado que realmente seu caixa estava com falta daquela quantia, foi demitido. Saiu culpando o embalador. 

Colocou um anúncio procurando emprego numa página do Facebook, mas escreveu: “tenho esperiência em técnicas contábeis. Faço também seu imposto de renda”.  

Ao ser corrigido por outros usuários da página, que o certo seria experiência e não esperiência, culpou primeiramente o corretor hortográfico, mas, quando disseram que era ortográfico, culpou o Aurélio. 

Foi despejado da quitinete que morava por falta de pagamento, já que o dinheiro do aluguel dos últimos três meses, gastou em jogos e culpava a Caixa Economia Federal por nunca ter ganhado, alegando que os sorteios da Mega Sena eram fraudadas e já sabiam quem seriam os premiados. 

Está agora morando embaixo do viaduto na saída da cidade. O lugar não é muito confortável. Culpa do engenheiro que fez a ponte muito aberta e propensa a goteiras em época chuvosa, segundo Tibúrcio. 

E mesmo com toda desgraceira que acometera sua vida pelas suas equivocadas atitudes e escolhas, Tibúrcio mantém-se firme no propósito de não admitir seus erros, culpando sempre os outros por suas mazelas. 


Por Rodrigo Alves de Carvalho 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2022 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.