OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 03 de março de 2024

Notícias

12/02/2024 às 07:19

Prefeitura leva Ala Antirracista para o Carnaval de Maceió

Bonecos Gigantes também desfilaram neste domingo de Carnaval na orla de Maceió. Foto: Jonathan Lins Bonecos Gigantes também desfilaram neste domingo de Carnaval na orla de Maceió. Foto: Jonathan Lins

Teresa Cristina

Como parte dos trabalhos da Comissão de Igualdade Racial, a Prefeitura de Maceió levou, neste domingo (11), para a orla da Pajuçara e Ponta Verde, a Ala Antirracista no Bloco Nêga Fulô. A iniciativa é mais uma estratégia de conscientização da Campanha Maceió é Massa Sem Racismo para alertar, conscientizar a sociedade sobre a necessidade de combater o racismo, em todos os lugares.

A Ala Antirracista é pioneira e trabalha o tema Racismo não é fantasia de Carnaval. Arisia Barros, coordenadora de Igualdade Racial da Prefeitura de Maceió, destaca a importância da ação na luta para se combater o racismo. “Estamos ocupando a rua e levando conscientização para as pessoas. É preciso sim respeitar as diferenças, a busca pela liberdade passa por este respeito. A Ala foi aberta para quem quer se aliar a causa, pessoas que entendem que o racismo é perverso e precisa ser combatido”, disse Arísia.

Ala antirracista cumpre papel de conscientização no Carnaval de Maceió. Foto: Jonathan Lins
Ala antirracista cumpre papel de conscientização no Carnaval de Maceió. Foto: Jonathan Lins

"Ter esta ala e o trabalho de conscientização contra o racismo é fundamental nesta luta por igualdade e respeito. No Carnaval muita gente ainda usa fantasias que fazem referência ao racismo e isso precisa ser combatido", destacou Vânia Gatto, representante do Coletivo de mulheres pretas periféricas.

O secretário municipal de Cultura e Economia Criativa, Dr. Cleber Costa, prestigiou o desfile. "O Carnaval também é sim local para se discutir pautas importantes. Estamos aqui falando sobre combate ao racismo, respeito e inclusão", afirmou.

O secretário de Economia Criativa, Dr. Cleber, apoiou a iniciativa de levar o combate ao racismo para o Carnaval. Foto: Jonathan Lins
O secretário de Economia Criativa, Dr. Cleber, apoiou a iniciativa de levar o combate ao racismo para o Carnaval. Foto: Jonathan Lins

Durante a passagem do bloco houve a distribuição de material educativo da Campanha Maceió é Massa sem Racismo.

Intérpretes traduziram marchinhas e músicas de Carnaval para a Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). "Tudo isso fala sobre inclusão". A Prefeitura tem trabalhado, em todos os eventos, para oferecer inclusão e acessibilidade. Estar presente também no Carnaval somente reforça este compromisso", disse Roberta Rafaele, intérprete de Libras.

Sobre o bloco

O Bloco Nega Fulô foi criado por Carlito Lima em 2016. Desde sua estreia no Carval, o grupo tem trabalhado temas importantes e levado discussões para a avenida.

Além do Nêga Fulô, desfilaram na orla os Bonecos Gigantes e os blocos Jararaca, Forrozeiros na Folia e Só vai quem chupa.


Fonte: Secom Maceió

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.