OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 22 de maio de 2024

Notícias

24/04/2024 às 12:29

HGE promove simulação realística para estimular a prevenção de acidentes e doenças do trabalho

Simulação foi uma estratégia para os servidores debaterem sobre o melhor atendimento | Thallysson Alves Simulação foi uma estratégia para os servidores debaterem sobre o melhor atendimento | Thallysson Alves

Thallysson Alves

Uma simulação realística foi promovida pelo Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, para estimular o debate de assuntos que podem contribuir com mais segurança ao servidor durante as suas atividades laborais. A atividade contou com a participação dos profissionais da unidade hospitalar, que irão disseminar as informações nos seus ambientes de trabalho.

O Observatório de Saúde e Segurança do Trabalho, iniciativa do SmartLab de Trabalho Decente, em colaboração com pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), afirma que uma notificação de acidente de trabalho é feita a cada 51 segundos no Brasil. Ainda de acordo com eles, um óbito é notificado a cada três horas para trabalhadores com carteira assinada. Números que acendem o alerta para a necessidade de abordar esse assunto.

“Ao longo de todo o ano, o HGE promove momentos dedicados ao fortalecimento da saúde do trabalhador, que incluem palestras, rodas de conversa, visitas ao setor, acolhimento em consultório e articulações, sempre com o respaldo dos gestores do HGE e da Sesau [Secretaria de Estado da Saúde]. As adequações vão desde o uso dos EPIs [Equipamentos de Proteção Individual] à realização de mudanças que impactam positivamente as práticas”, afirmou a coordenadora do Serviço de Qualidade de Vida no Trabalho (SQVT), Karlla Martiniano.

A simulação reproduzida pelos servidores foi de um atendimento ao paciente internado, cujo enfermeiro percebe que está com muita secreção e pede a intervenção da Fisioterapia. Sem utilizar os óculos de proteção, a secreção deste enfermo atinge os olhos do fisioterapeuta, partindo daí um suposto contágio da doença. Sem conhecer o fluxo de atendimento para esses casos, tampouco as alternativas necessárias para resguardar a saúde desse trabalhador, a profissional se vê desesperada.

“Quando enxergamos essa situação, não é difícil lembrar de alguém que já passou por isso, ou algo semelhante. Esse ato de se ver dentro da história desperta sentimentos que são favoráveis a nossa busca pela conscientização das boas práticas, que podem evitar os acidentes e as doenças do trabalho”, explicou Vânia Ticianeli, responsável pelo Núcleo de Segurança do Paciente.




A promoção foi do Núcleo de Segurança do Paciente, SQVT, Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (SCIRAS), Coordenação Técnica Assistencial e Coordenação de Fisioterapia. Contudo, os profissionais querem mostrar que hábitos simples, que podem e devem fazer parte da nossa rotina, fazem toda a diferença na saúde do próprio trabalhador, dos colegas de trabalho e até de sua família. “Pois, a depender, o agente infeccioso pode ser transmitido em casa para as pessoas que tanto amamos”, alertou Ticianeli.

A encenação foi repetida ao longo da semana por três vezes, alcançando públicos diferentes. Outras atividades alusivas ao Abril Verde estão sendo realizadas em paralelo, de forma complementar, na maior unidade de Urgência e Emergência de Alagoas, entre elas: apresentação de fluxos, ação de combate à Hipertensão e até uma campanha interna pela atualização das vacinas, tão importantes para o fortalecimento da imunidade.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.