OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de abril de 2021

Notícias

07/04/2021 às 14:17

Robô Hércules classifica mais de 11 mil petições e agiliza trabalho da 15ª Vara Cível

Desde sua criação, em 2019, o robô Hércules já analisou e categorizou 11.330 petições da 15ª Vara Cível de Maceió, responsável pelos processos de execução fiscal do Município de Maceió (principalmente cobrança de IPTU). A ferramenta de inteligência artificial foi criada pelo Laboratório de Estatística de Ciências dos Dados da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) em parceria com a Diretoria de Tecnologia (DIATI) do Tribunal de Justiça de Alagoas.

Como explica o juiz Sandro Augusto dos Santos, titular da Vara, o trabalho de classificação de petições intermediárias feito pelo robô está agilizando muito o trabalho da unidade, uma das mais demandadas do Judiciário alagoano.

“Antes, o Município peticionava e processo ia para a fila de petições intermediárias, e cabia a uma servidor analisá-los e movê-los para uma fila específica, como de pedido de execução, de desistência, de bloqueio do Sisbajud, entre outras. O Hércules faz isso sem precisar de um servidor, o que agiliza muito o serviço”, explica o magistrado.

O juiz destaca que o sistema está ainda sendo aperfeiçoado para ampliar ainda mais sua precisão, que hoje já é maior que 94%. “Temos feito ajustes junto à Diati e a Softplan (empresa responsável pelo Sistema de Automação da Justiça, onde tramitam os processos). Mas já está valendo muito a pena”.

Também está sendo testado o uso de inteligência artificial em outras tarefas, de forma a otimizar ainda mais o trabalho dos servidores, que ficam livres para outras atividades.

“É uma tecnologia extremamente nova e estamos procurando a melhor forma de utilização dela”, afirma José Baptista, diretor da Diati. “Temos usado ela bastante como ferramenta de apoio, uma vez que a gente já teve reunião com outros tribunais em que ela é usada dessa forma”.

O Judiciário também pretende difundir a tecnologia em outras unidades, onde o robô terá que passar por novos processos de “aprendizado”. “O sistema está apto para ser trabalhado em qualquer unidade”, garante Baptista.

Com o Hércules, o Tribunal de Justiça de Alagoas foi finalista no "Prêmio Inovação - Judiciário Exponencial" em 2020, ao lado de iniciativas do Conselho Nacional de Justiça e do Supremo Tribunal Federal. 



Dicom TJAL 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.