OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 23 de junho de 2017

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) é editor-geral do AL1.
20/06/2017 às 14:10

Alagoas: dos crimes de mando às pesquisas por encomenda

Desde a eleição de Divaldo Suruagy, em 1994, um candidato não caminha a passos tão largos para uma eleição tranquila, ao Governo do Estado. Maior nome da política alagoana de sua época, Suruagy foi eleito pelo PMDB com 79,39%, contra 9,97% de Pedro Vieira (PP), segundo colocado. Foi um passeio, com a dupla siamesa Teotonio Vilela Filho/Renan Calheiros ao Senado.

Leia mais »
Postado por Wadson Regis
19/06/2017 às 11:36

Turma do Ioiô faz sua parte para o Tetra de Renan ao Senado

Você conhece Ronaldo, Téo, Fernando, Marx e Mano do Ioiô? E não duvide se o Benedito entrar na brincadeira. 

Leia mais »
Postado por Wadson Regis
16/06/2017 às 12:42

Laranjas vão comandar o propinoduto nas eleições de 2018. Tramita no Senado projeto de lei para legalizar o “caixa 2 online”

Já imaginávamos que a descoberta do propinoduto via as principais empreiteiras do país não acabaria com o “financiamento oficial” para as próximas campanhas eleitorais. Depois do labafero que levou empresários e políticos à cadeia e perda de mandato, eis que o Senado Federal está analisando um projeto de lei que regulamenta o processo de doação online para campanhas políticas.

Leia mais »
Postado por Wadson Regis
14/06/2017 às 18:38

Insensibilidade sindical ameaça governabilidade de Rui

A crise financeira que atingiu em cheio estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Pernambuco e Sergipe, só para citar alguns, realmente não chegou em Alagoas. Ainda bem e graças ao rigoroso ajuste fiscal e o planejamento do Governo do Estado e da Prefeitura de Maceió.

Leia mais »
Postado por Wadson Regis
14/06/2017 às 12:44

Só três federais têm candidaturas 100% confirmadas à reeleição

O giro de 360 graus, apenas com a operação Lava Jato, levantou a poeira de Norte a Sul do país. O PIB da economia brasileira e nomes de peso da política nacional conheceram, de perto, o cheiro e as acomodações do xilindró. Alguns, mais temerosos e precavidos, decidiram entregar os “colegas” e viraram 'os delatores' da pátria.

Leia mais »
Postado por Wadson Regis
secom-saude3
Natura
Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 3028-7338 (Redação)

© 2017 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.