OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de maio de 2022

Artigos

25/01/2022 às 14:12

Crônica: Não é desenho, é anime!

Rodrigo Alves de Carvalho (*)

— Ah, tenha dó Mauro Augusto! Quarenta e três anos nas costas e fica assistindo esses desenhos japoneses esquisitos! 

— Pelo amor de Deus Ana Clara! Não é desenho, e sim, anime! 

— Tanto faz! O que não dá para aguentar é ver um homem barbado com dois filhos praticamente criados, ficar assistindo e se envolvendo com essas coisas de crianças! 

— Não é coisa de criança não senhora. No Japão os animes são como os seriados aqui no Brasil, e tem anime que é mais assistido por adultos que as novelas brasileiras!  

— É ridículo Mauro Augusto! E não é só isso. Você fica na internet em fóruns e comunidades dessas coisas. Não percebe que fica conversando com crianças e adolescentes sobre essas bobagens de desenhos animados?  

— Não é desenho animado! É anime! 

— Faça-me um favor Mauro Augusto! Vai para o boteco. Vai conversar com adultos de sua idade sobre futebol, política, e até mesmo sobre mulheres, mas para com essas criancices de desenhos japonês! 

— Não é desenho! É anime! 

— Outra coisa! Seus filhos não ficam tão vidrados nessas coisas como você, e olha que um tem quinze anos e o outro dezessete. 

— Se eles não gostam, eu respeito. Mas eu gosto. 

— Não sei como pode gostar disso. Cavaleiros do Zodíaco, olha que coisa mais sem noção. Dragon Ball, um desenho onde existe porco e gato falante que vive no meio do povo. Yu Yu Hakusho, vê se isso é nome de desenho, e tem também esse tal de Naruto! 

— Não fala mal do Naruto! Não fala mal do Naruto ou a gente vai brigar. 

— Era só o que me faltava! Brigar com você por causa desses desenhos! 

— Não é desenho! É anime! 

— Não interessa. Você precisa tomar uma decisão na sua vida Mauro Augusto. Ou você para de assistir esses desenhos ou vou para casa de minha mãe. 

— Olha Ana Clara. Vou ser bem sucinto e direto com você, não quero que faça isso. Mas se ficar falando que anime é desenho... eu não respondo por mim. 

— O quê? Vai me bater? Vai largar de mim! Quero ver. Você não é homem de fazer isso. Duvido que faria isso por causa desses desenhos! 

Mauro Augusto então junta os pulsos, abre as mãos, estica o braço, contrai os músculos e solta um grito estarrecedor: 

— Kame-Hame-Haaaaaaa! 

Ana Clara pegou seus pertences e mudou-se para casa de sua mãe.  

(*) Nasceu em Jacutinga (MG). Jornalista, escritor e poeta possui diversos prêmios literários em vários estados e participação em importantes coletâneas de poesia, contos e crônicas. Em 2018 lançou seu primeiro livro individual intitulado “Contos Colhidos” pela editora Clube de Autores.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2022 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.