OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de abril de 2021

Notícias

31/03/2021 às 07:19

Aplicativo desenvolvido na Ufal detecta que ninguém usou máscara em 67% das aglomerações

‘Casa’ e ‘rua’ são os locais mais citados como pontos de aglomeração ‘Casa’ e ‘rua’ são os locais mais citados como pontos de aglomeração

Manuella Soares

As medidas de restrições para conter a covid-19 seguem na fase vermelha em Alagoas e o aplicativo desenvolvido na Ufal para ajudar a identificar pontos de aglomeração continua registando o comportamento das pessoas que destoam das recomendações seguras. Do total de registros, nenhuma pessoa estava usando máscara em 67% das aglomerações cadastradas.

Em quase um ano do app lançado, o gráfico que acompanha a linha do tempo com as aglomerações cadastradas por dia mostra situações semelhantes todos os finais de semana, quando os registros sofrem um pico. Assim aconteceu nos últimos três sábados, dias 13, 20 e 27 de março, com os maiores números de pessoas reunidas num só lugar, mesmo com os crescentes registros de casos e mortes por covid-19.

De acordo com informações do dashboard, o painel visual onde os indicadores relevantes do aplicativo ficam centralizados, nenhuma pessoa estava usando máscara em 67% das aglomerações cadastradas. Isso representa dois terços do total. E outro comportamento identificado nesta fase da pandemia é que houve mudanças no ranking dos dez locais mais citados. Isso refletiu na nuvem de palavras mais utilizadas pelos usuários, que agora desponta ‘casa’ como uma das que mais se destacam, ao lado de ‘rua’ e ‘praça’.

Segundo o criador do app, professor Márcio Ribeiro, do Instituto de Computação (IC), lugares como bares e agências bancárias continuam aparecendo na lista, mas os usuários diminuíram a frequência do registro. Ribeiro também informou que o aplicativo já foi utilizado em quase todos os estados do território nacional, com a única exceção para Rondônia, onde não há cadastro, e vários outros países, a exemplo do Chile, onde houve registro de aglomeração no último final de semana.

O software é de simples manuseio, para que todos os interessados possam baixar e inserir informações. “Para que funcione efetivamente, é preciso a adesão de colaboradores. Por isso, quanto mais pessoas usarem e divulgarem o aplicativo, mais informações teremos em tempo real”, lembrou Ribeiro.

Sobre o app
O aplicativo Covid Aglomerações permite que pessoas possam registrar, identificar e rastrear aglomerações no mapa. Lá ficam sinalizados todos os pontos das últimas 24 horas e, em outra aba, as informações aparecem em cores diferenciadas, considerando o número estimado de pessoas. Também ficam salvos os dados sobre local, dia e horário em que a aglomeração foi vista.

Para facilitar o acompanhamento em tempo real, a equipe do Laboratório de Engenharia e Sistemas (Easy) do IC envolvida no projeto, lançou um site onde é possível visualizar o mapa das aglomerações cadastradas.

Saiba mais sobre o app, disponível para download na Play Store e na Apple Store.



Fonte: Ascom Ufal

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.