OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 23 de junho de 2024

Colunistas

Myla Fernandes Myla Fernandes
É jornalista por formação, assessora de comunicação que cobre entretenimento no estado de Alagoas
07/02/2024 às 12:01

Clube do Jazz de Maceió vai representar Alagoas no Garanhuns Jazz Festival 2024

Divulgação Divulgação

Uma programação de estrelas do jazz, blues, instrumental, erudito e cultural popular, entre nos nacionais e internacionais, compõe a programação 2024 do Garanhuns Jazz Festival, GJF. Dentre essas estrelas, está o tradicional Clube do Jazz de Maceió, que pela primeira vez sobe ao palco deste, que é um dos maiores festivais do segmento. A apresentação do grupo alagoano será no próximo dia 12, a partir das 20h30.

A Praça Mestre Dominguinhos, vai abrigar essa reunião de grandes nomes da música como Gilson Peranzzetta (RJ), Marcel Powell (RJ), Nasi (SP) - Vocalista do Ira!, Uptown Band (PE), Laretha Weathersby (USA), o já citado Clube do Jazz de Maceió que vai apresentar o show “Kind Of Blue”, clássico do trompetista Miles Davis, entre outros nomes.

O festival acontece sempre no período de carnaval, sempre com apresentações gratuitas e atrai milhares de turistas que preferem o frenesi do jazz, blues, instrumental e outras vertentes mais “cults” da música, ao invés da folia do carnaval. Está é a segunda edição, após seu retorno em 2023, já que o festival passou 8 anos inativo.

O prefeito Sivaldo Albino destaca a importância desta alternativa ao carnaval tradicional de Pernambuco está esperançoso quanto a edição deste ano do festival, “Temos a certeza de que não será diferente do sucesso de 2023, e este ano vamos poder promover uma edição ainda maior, com grande adesão do público que vem de todos os locais do Brasil”, destacou o prefeito.

O clube do Jazz de Maceió foi fundado pelo experiente baixista Felix Baigon, tendo a proposta de passear por diversos clássicos do jazz e da bossa nova, sempre tendo a improvisação, como ponto central de suas apresentações, evidenciando assim o talento de seus músicos, que falando nisso, pelo Clube do Jazz, já passaram mais de 50 ao longo dos anos.

Para Baigon, essa apresentação no GJF é para além de um marco na carreira do grupo, mas também um reconhecimento da qualidade dos músicos. “Para nós vai ser muito legal essa participação, porque estamos ‘furando uma bolha’, já que o mercado da música instrumental é muito restrito e agora estamos vencendo essa barreira, o clube do jazz é uma novidade, já que somos convidados diretos e não vencedores de edital, como outras apresentações, o que mostra o reconhecimento do nosso trabalho”, destaca o músico.

Para essa apresentação, o Clube do Jazz de Maceió, além de Baigon no contra baixo e produção musical terá, Almir Medeiros - Sax alto, Everaldo Borges - Sax tenor, Beto Ferreira – Trompete, Robson Cavalcante – Teclado e Maglione Santos – Bateria.

O Garanhuns Jazz Festival 2024 é uma realização da Prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Cultura, e conta ainda com a curadoria de Giovanni Papaléo Produções Musicais, produção executiva da empresa Promundo e apoio do Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Cultura e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe).

É sempre uma honra representar Alagoas por passamos e agora não será diferente, porque além de participar de grande festival, será tocar na Praça Mestre Dominguinhos traz um sabor a mais”, finaliza Baigon.

KIND OF BLUE – O ÁLBUM

Kind of Blue – lançado em 1959 – é até os dias de hoje o álbum de jazz mais vendido de todos os tempos, com mais de 4 milhões de exemplares somente nos Estados Unidos. Neste disco, Miles Davis lança oficialmente o ´Jazz Modal´, estilo de composição e solo instrumental que veio a influenciar músicos de vários gêneros musicais.

Em 2023 um fenômeno não apenas do jazz, mas da música universal, completará 64 anos. No dia 17 de agosto de 1959, a Columbia Records lançou o álbum ´Kind of Blue´ do trompetista Miles Davis. Até o ano de 2008, quando o sucesso de um disco ainda era quantificado quase que exclusivamente apenas pelo número de exemplares vendidos, mais de 4 milhões de pessoas somente nos Estados Unidos já haviam adquirido a obra de Miles. Hoje, a faixa mais conhecida do disco, ´So What´, apenas em um serviço de streaming de música na Internet, o Spotify, tem quase 40 milhões de reproduções. ´Kind of Blue´ é onipresente nas listas das gravações mais importantes do século XX feitas pela crítica – não necessariamente apenas a especializada em jazz.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.