OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 03 de março de 2024

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
28/09/2017 às 09:48

Renan Filho precisa ‘vender Alagoas’ para evitar colapso no Estado

O governador Rena Filho precisa agir rápido ou sua política de ajuste fiscal corre o risco de afundar junto com o Estado, já a partir de 2018. E não tem nada a ver com política partidária

O setor canavieiro confirma que a safra 2017/2018, iniciada com atraso, será em torno de 13 a 15 milhões de toneladas, a pior em 10 anos. Para piorar, das 17 usinas aptas a moer, nem todas têm a produção confirmada.

Se acontecer, o caos no setor canavieiro vai gerar uma onda de desemprego sem precedentes. Vale ressaltar que o Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, vem investindo na distribuição de sementes, máquinas e insumos agrícolas para os municípios. Ameniza, mas diante da previsão dos usineiros, será pouco para evitar o desemprego de milhares de trabalhadores.

Na contramão da crise
E por que defendo que o governador Renan Filho deve vender Alagoas para evitar um colapso na geração de oportunidades de trabalho? 100% simples de responder, ao lembrar de uma nota do próprio governo:

“Nos últimos dois anos, Alagoas foi o estado que fez o maior esforço fiscal relativo, alcançando 12,5% de sua Receita Corrente Líquida (RCL). Também aqui registrou-se o maior crescimento de receita tributária em 2016, 18%, sendo também a administração que mais reduziu despesa de pessoal – 7,5% de sua RCL, nestes dois anos. Hoje o estado está enquadrado nos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, após mais de 10 anos. Assim, a gestão alagoana, ao implementar este vigoroso programa de ajuste fiscal ainda em curso, enxugando a máquina e abrindo novas perspectivas de receita, consegue pagar em dia ao funcionalismo e até conceder reajuste ao funcionalismo, mesmo neste momento difícil, “na contramão” do que se observa em outros estados do país, conforme citado pela nota”.

Assim sendo, governador, arregace as mangas, convoque sua equipe e percorra os estados e países interessados, dizendo que o lugar seguro para investir no Brasil é Alagoas.

Para quem não sabe
Quando falam bem de Alagoas pelo mundo afora, mostram sempre as belas praias, mas o maior empregador do Estado é a agricultura, muito à frente do turismo, segundo colocado.

É hora de agir, governador. E se fizer bem-feito será ótimo para todos e, claro, para o seu projeto de reeleição.  

Bom para todos será novo por aqui. É melhor prevenir, acreditar e correr - SEM PESTANEJAR.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.