OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 22 de maio de 2024

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
30/01/2018 às 15:24

“Coelho tirado da cartola” revela o segredo de Omar

Compromisso com o amigo Álvaro Dias abre possibilidade para mudar rumo da candidatura à Câmara Compromisso com o amigo Álvaro Dias abre possibilidade para mudar rumo da candidatura à Câmara

Compromisso é uma palavra extremamente importante na seara política. O profissional deste ramo, para muitos a “lástima do milênio”, é taxado de tudo o que não presta, mas político que se preze cumpre o combinado. Do contrário, está na profissão errada. 

Nesta semana o nome político mais ventilado tem sido Omar Coelho de Melo. Advogado por formação, tentou as urnas em 2014, para o Senado, com um surpreendente arsenal contra o profissionalíssimo Fernando Collor.

Agora, mais maduro, o ex-presidente da OAB tem uma nova e dura missão: armar o palanque para o presidenciável Álvaro Dias, comandante nacional do Podemos.

A candidatura do senador paranaense está mexendo com o foco de Omar, que trabalha à Câmara Federal, numa dobradinha com o colega azulino Rafael Tenório, propenso candidato a estadual.

AGUARDANDO
Sobre a decisão de candidatura ao Governo, Omar já disse que não é verdadeira. “No momento é uma possibilidade, haja vista que o grupo que integrará a majoritária junto a mim, terá que aguardar até abril. Tenho um compromisso com o Álvaro Dias. E, de verdade, não tenho ambição por mandato, mas seria interessante tê-lo, para saber o que a gente poderia fazer”, explica Omar, com discurso de profissional.

Por tanto, alguém tirou o “coelho da cartola” e desvendou o segredo de Omar. Mas segredo revelado ANTES DA HORA é igual a cristal quebrado.

Se Omar optar pela via ao Governo já sabemos que não tem pretensão de vitória, mas o compromisso de ajudar a uma amigo. Na vida real seria tema para a novela das 18h, da Globo. Na política, não funciona.

Portanto, senhoras e senhores palpiteiros, o pleito continua sem terceira via. Claro, respeitando o posicionamento de Omar Coelho.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.