OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 05 de março de 2021

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
28/03/2018 às 09:23

O silêncio do povo retroalimenta a violência moral contra a democracia

Temer é taxado de golpista pelos petistas.

O mesmo PT ganhou status de corruPTo.

Lula, o líder do PT, chamou o STF de ACOVARDADO.

Os ministros do STF seguem desmoralizando o próprio Superior Tribunal Federal.

Vereadora assassinada no Rio de Janeiro para o Brasil.

Intervenção Militar no Rio de Janeiro só não é cômica pela complexidade da situação.

Em Alagoas bastou Rui Palmeira anunciar que não seria candidato que deixou de ser o Ruim Palmeira e principal alvo nas redes sociais. 
Renan Calheiros usou sua arte política para sair da artilharia da Globo, dos holofotes da Lava-Jato e confirmar a hegemonia na política local.

No mais... assistimos a seguidos golpes de traição, ameaças constantes e  execuções, pelo simples fato de haver divergências.

Onde está a democracia?
A parte do Brasil que joga ovos na caravana do condenado que deveria estar preso, vira alvo dos complacentes com o líder dos trabalhadores que traiu o país. Lula, desde a eleição contra Fernando Collor, nunca foi maioria para os brasileiros. Nunca venceu em primeiro turno.

Jogar ovos e tomates em político é um dos protestos mais antigos e simbólicos em centenas de países.

Ontem, na Tribuna do Senado, Cristovam Buarque (PPS-DF) manifestou solidariedade e preocupação com as ameaças e agressões sofridas pela caravana do ex-presidente, no Sul do país. Chamou a situação de grave. Disse que quando o processo eleitoral cai na violência, a democracia deixa de ser realidade e vira apenas aparência.

E como definir um país que vive de aparências?

O Brasil não precisa do rigor militar, mas não pode abrir as pernas e fechar os olhos para o que estar por vir.

“É óbvio o final, bastando para isso olhar para a História. E o quadro mais dramático de como a violência termina violentando a democracia é o caso da Alemanha que terminou levando Hitler ao poder”.

De tantos golpes, criarmos um tirano é uma questão de tempo.

O botão da mudança continua conosco. 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.