OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de setembro de 2021

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
30/05/2018 às 07:54

Caminhoneiros dão lição nos sem-terra e nos sem-vergonha

Faltaram diesel, gasolina, álcool, querosene, gás, metrô, trem, oxigênio em hospitais, água e até comida nas prateleiras de supermercados, mercearias e lares. O pedido de socorro de uma única categoria deixou o país em estado de atenção.

Após 10 dias de protestos os efeitos, assim como aconteceu após a operação Lava-jato, serão sentidos mais à frente.

 Por enquanto ficam algumas aberrações, como a dependência ao transporte rodoviário, resultado da negligência política, principalmente do PSDB e PT, que comandaram o país por 21 anos.

Lição
Em meio à turbulenta, mas providencial paralisação dos caminhoneiros, prevaleceu o mínimo de bom senso. Os motoristas profissionais pararam o Brasil por nove dias, mas permitiram que o cidadão comum seguisse viagem, na velocidade da prudência, pelas rodovias e principais corredores de transporte nos 26 estados e Distrito Federal.

Fica a lição para quem é acostumado a fechar tudo, como os movimentos rurais, taxistas, servidores públicos e todos os cabeças de mamute que, por alguma razão, cessam o direito constitucional de ir e vir -DOS OUTROS - reivindicando direitos pessoais. 

O protesto dos caminhoneiros, aprovado pela maioria dos brasileiros, mostrou um Brasil extremamente dependente.

O lado bom desse capítulo é que a mudança depende de nós. Mas o lado ruim é que - MORALMENTE - não estamos prontos para mudar.

Tudo começa pela educação, o que coloca o analfabeto político Estado de Alagoas no final da fila. 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.