OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 21 de janeiro de 2021

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
23/12/2020 às 08:42

Renan Filho está sem limite

... e com a convicção de que precisa trabalhar muito para ter seu nome cravado na história de Alagoas como Renan Filho "O Grande". Não duvide: ser o melhor de todos, em tudo, é o primeiro objetivo dele. O que é ótimo para o Estado. 

Quem conhece o estilo e o modo de agir do governador sabe que este ciclo final de governo será de bonança para os prefeitos e sem direito a reclamar de dor de ouvido após as palestras de Renan Filho, quando das visitas ao Palácio com a cuia na mão. 

Alagoas tem dinheiro em caixa, tem projetos, tem planejamento e um governador focado em torrar mais de R$ 5 bilhões em dois anos. Num cálculo simples, serão gastos cerca de R$ 208 milhões todos os meses, entre 1 de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2022. 

Então, apague da mente que Alagoas é um estado pobre e dependente. Mas não deixe de cobrar do governador a responsabilidade plena pelo que ele mesmo começou. Ter dinheiro não é sinônimo de ser saudável. 

Pelo que Renan Filho apresenta deste novo Estado de Alagoas nunca houve, nas seis fases do Brasil República, tamanha oportunidade para sairmos do Z4 (zona da humilhação) e entrarmos no G4 (grupo de elite entre os estados brasileiros).

Gostem ou não do filho de Renan (como alguns rotulam), ele plantou e cuidou para que haja bonança. Como os recursos são próprios do Estado e estão disponíveis, se Renan Filho efetivar certamente será "O Grande Governador da História de Alagoas". Se os números não mudarem terá fracassado. 

Pressão nele, porque ele organizou, planejou, economizou e agora garante que vai gastar tudo.

Que o céu seja o limite (para o bem de todos nós).     

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.