OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 08 de dezembro de 2021

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
10/11/2021 às 09:15

O eleitor é um especialista em ignorância política

Ter sido vitorioso nas urnas, estar entre os mais votados no pleito (ou eleições anteriores) e ter o dinheiro garantido para conseguir o voto não garantirão a renovação do mandato nas eleições de 2022.

A vitória de Bolsonaro (no Brasil) e de Rodrigo Cunha (em Alagoas) foram exemplos claros da revolta e limite emocional de uma significativa parcela do eleitorado com os políticos mais experientes ou aqueles que decepcionaram por algum motivo. O PT sucumbiu, o Senado se dividiu e a Câmara Federal idem. Os parlamentos estaduais e municipais seguem a mesma tendência.

No próximo ano a cobrança será ainda mais forte. Pelo que apontam as pesquisas, os eleitores de Bolsonaro e Rodrigo Cunha, seguindo no mesmo exemplo, não estão de acordo com o posicionamento e resultado do presidente da República e do senador que desbancou a velha guarda da política mais emblemática do país - ambos com a força do povo

Política não é sorte; não é só dinheiro. Ter grupo e currículo ajudam, mas também não garantem o êxito nas urnas. Pelo simples fato de o eleitor continuar como um especialista em ignorância política. Perceba que, há décadas, o juramento (dos candidatos e eleitos) não é tão importante quanto os objetivos. O eleitor dá sinais de percepção, mas pela sofrência da educação (na sala de aula e nos conceitos de vida) ele (o eleitor) continua fraquejando na hora do voto. É por isso que temos políticos medíocres, vendedores, atravessadores e compradores de votos e políticos decepcionantes.

No frigir dos ovos todos têm chance de êxito. Outros, favoritos, correm o risco de amargar a derrota.

Só lembrando: quem não decepciona – a si e aos outros – não fracassa nas urnas.

Tudo tem um preço, que é cobrado pelas correções do juramento (dos candidatos e eleitos) aos objetivos que eles diziam ter. 

Faça uma reflexão.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.