OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de junho de 2022

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
15/06/2022 às 09:10

A confiança é silenciosa; a segurança é barulhenta

As eleições em Alagoas representam muito mais que uma queda de braço. Não está em jogo apenas a vitória. A guerra eleitoral (isso mesmo, a política de Alagoas está em guerra) pelo poder político já passa dos limites da prudência. 

Nas batalhas diárias os cenários se alternam e novas estratégias são montadas de acordo com cada avanço. Os líderes devem saber que, quando um confronto se torna pessoal, os erros são fatais. Também devem estar cientes que a divisão de interesses gera objetivos divergentes.

Os líderes por meritocracia sabem que negociações difíceis podem demorar e que um bom adversário se adapta. Por outro lado, o tempo nunca fica do lado dos atrasados.

Até as convenções a sangria moral vai machucar geral. Quando as coisas crescem demais há risco da perda do controle e é aí onde os mais experientes e sagazes avançam, porque sabem que a melhor maneira de atingir um alvo é saber para onde ele vai correr. Esse segredo não pode ser antecipado, por isso a confiança é silenciosa e a segurança faz o alarde que os descuidados acreditam ser vantagem.

Há muito mais guerra no bastidor político do que se imagina. Pedras e teto de vidro. Cada um é responsável pelas escolhas.

Até as convenções ninguém é de ninguém. 100% bastidor.

Dica: preste atenção em quem está calado e no que faz barulho.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2022 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.