OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 23 de junho de 2024

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
28/06/2017 às 09:17

Ecoponto: A simplicidade que resolve – sem custos

Ecoponto fica na Rua Campos Teixeira, s/n, Pajuçara, e minimiza o descarte inadequado em vias públicas e terrenos. Foto: Sarah Mendes/Ascom Slum Ecoponto fica na Rua Campos Teixeira, s/n, Pajuçara, e minimiza o descarte inadequado em vias públicas e terrenos. Foto: Sarah Mendes/Ascom Slum

O jovem Davi Maia, o mesmo que teve peito para fechar os supermercados Hiper, Extra, GBarbosa e Atacadão, porque despejavam esgoto de forma irregular em áreas verdes, continua surpreendendo. Sua eficiência e pesos iguais incomodaram muita gente “GRANDE”, que se apequenavam na hora de cumprir com as obrigações.

O modelo e eficiência de gestão fez com que o prefeito Rui Palmeira o transferisse da Secretaria do Meio Ambiente para a Superintendência de Limpeza Urbana (Slum). O descarte e recolhimento de lixo é um problema antigo e a missão para Davi, claro, ficou muito mais complicada, porque os resultados não dependem apenas da estratégia do Poder público. Se a população não contribuir todo planejamento vai por ruas e águas abaixo.

Mas o jovem gestor voltou a surpreender. A limpeza urbana continua um desafio duro. Maceió tem muitas áreas invadidas e de difícil acesso. Contribui como obstáculo a falta de educação ambiental da população.

Mas é aí onde entra, outra vez, a eficiência do modelo de gestão eficiente e criativa da equipe comandada por Davi Maia. Para minimizar o acúmulo de resíduos de construção civil e material descartado por moradores na via pública a Slum criou o ECOponto. O primeiro modelo está funcionando na Rua Campos Teixeira, na Pajuçara, mas até o fim do ano a ideia vai chegar aos bairros Dique Estrada, Mangabeiras, Tabuleiro do Martins e Benedito Bentes.

Modelo simples e eficaz
O Ecoponto, que funciona de segunda a sábado, das 6h às 18h, está numa área onde havia muitos pontos de lixo e uma constante reclamação da população. Qualquer pessoa pode chegar e fazer o descarte de resíduos, sem ter que pagar nada. Todo material fica em três caixas estacionárias, cada uma com capacidade para armazenar até 17 toneladas de material.O recolhimento para o aterro sanitário de Maceió é diário.

“O descarte que seria feito de forma irregular passa a ser feito de maneira ordenada, sem prejudicar o meio ambiente e a saúde publica. Não há motivo para a população fazer descarte irregular. Ligue para nossa Central de Limpeza e tire suas dúvidas, faça sua solicitação ou denúncia”, garante o superintendente da Slum, Davi Maia (foto).

A Central de Limpeza funciona no número 0800 082 2600 ou pelo WhatsApp 9 8802-4834. As ligações são gratuitas e o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

Compartilhe esta informação. Exerça seu dever de maceiosense consciente.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.