OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 20 de abril de 2021

Colunistas

Wadson Regis Wadson Regis
Jornalista profissional, formado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), é editor-geral do AL1.
27/01/2017 às 11:10

“Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão”

Sucesso eternizado e enraizado na política brasileira Sucesso eternizado e enraizado na política brasileira

Sucesso absoluto desde a década de 80, na voz de Bezerra da Silva, um dos ícones do pagode carioca, a música Reunião de Bacana continua atual em todos os segmentos da sociedade, nas áreas pública e privada. Na política... vixeeeee!

Agora, o Ministério Público entrou de vez na parada e o coro da oposição - Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão - deve crescer pelos municípios alagoanos e, possivelmente, virar um meme da internet.

Só justificando: a oposição vai gritar porque está fora do sistema. Senão, entraria no refrão: Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão. Foi assim com o PT.

Os prefeitos (as) podem ficar certos que o Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPE/AL), deve chegar até seu município. O problema pode estar na sua gestão ou não, mas a tendência é que vá por aí.

A boa notícia é que em breve a fiscalização ganhará o reforço da Controladoria Geral da União (CGU). José Williams, superintendente da CGU em Alagoas, confirmou que recebeu a vista do procurador-geral do MPE, Alfredo Gaspar de Mendonça, para que a ação seja integrada.

Por tanto, o gestor enrolado (seja por inocência ou costume) terá problemas com a Justiça da terra, lenta, mas quando aparece acaba com a farra.

Se você não lembra da letra REUNIÃO DE BACANA...


Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Você me chamou para esse pagode,

E me avisou: "aqui não tem pobre!"

Até me pediu pra pisar de mansinho, porque sou da cor,

Eu sou escurinho...

Aqui realmente está toda a nata: doutores, senhores,

Até magnata

Com a bebedeira e a discussão, tirei a minha

Conclusão:

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Lugar meu amigo é a minha baixada,

Que ando tranqüilo e ninguém me diz nada

E lá camburão não vai com a justiça, pois não há

Ladrão e é boa a polícia

Lá até parece a suécia, bacana, se leva o bagulho e se

Deixa a grana,

Não é como esse ambiente pesado, que você me trouxe

Para ser roubado....

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão

Se gritar pega ladrão, não fica um

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.