OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de maio de 2024

Colunistas

Roberto Boroni Roberto Boroni
Jornalista de formação e que tem a crônica esportiva no coração. Ex-assessor de comunicação do CRB, Vivi de perto a Série B para saber que ela pode ser tudo, menos fácil!
13/07/2023 às 06:28

Liga Forte e os R$ 43 milhões do CRB. Não se enganem, o Galo está longe de ser milionário

Foto: Reprodução Internet Foto: Reprodução Internet

Recentemente foi amplamente divulgado que os clubes da Liga Futebol Forte (LFF) fecharam a venda de 20% dos diretos da Liga para dois fundos de investimentos internacionais. Para já deixar resumido ao que nos interessa aqui, o CRB, que faz parte da LFF, vai receber algo torno de R$ 43 milhões.

Então, ai é que acredito se preciso aprofundar mais o assunto e deixar o torcedor do Galo o mais bem informado possível. O CRB tá milionário? Grana alta nos cofres, dá para fazer estádio, ct para base, investir em novos talentos, melhorar o CT profissional e ainda por cima contratar grandes jogadores para chegar na sonhada Série A?

Não é bem assim!

É preciso deixar claro que os detalhes dessas negociações envolvendo grandes volumes de dinheiro e direitos comerciais das ligas é algo que ainda estão vindo aos poucos. Se eu não fiz uma leitura errada de tudo que já saiu, o mais importante para deixar claro é: o dinheiro que cabe ao CRB são R$ 43 milhões por 50 anos de comercialização dos 20% dos direitos da LFF.

São 50 anos! Que fique claro esse número na mente. E não é R$ 43 milhões todo ano, é dividido pelos 50. Desculpem ser prolixo, mas isso precisa ficar bem fixado na mente dos torcedores regatianos.

Por isso, é preciso ter muito cuidado do que fazer com esse dinheiro. É bem verdade que ainda tem os outro 80% da LFF para serem negociados e o Galo pode colocar um valor bem mais alto em seus cofres.

Mas, aí é que tá o ponto central. Para mim,, de novo se eu estiver fazendo a leitura correta, o CRB precisa estar ao menos na Série B até 2025, para que o valor dele como clube esteja no patamar de quem está entre os 40 melhores clubes do País.

O CSA também está na LFF. Gigante e com um peso de camisa igual ao Galo, mas está na Série C, então a parte que ficou para o CSA é bem menor.

Os direitos de TV da Série A serão renegociados a partir de 2025. Aí sim, nós teremos o caminho aberto para a criação de uma liga de clubes, até lá, nem liguem para as briguinhas entre eles que você verá na imprensa, é tudo parte do show.

O Galo precisa se manter ao menos na B. Quem sabe, chegar na A (Aí o dinheiro iria jorrar meus amigos). Por isso, defendo com toda convicção de que até 2025, a máxima prioridade do CRB tem quem ser o futebol profissional. Investir em equipes que não corram o menor risco de um rebaixamento e que possam brigar pelo acesso.

Chegou 2025, ligas criadas. Qual o verdadeiro tamanho do pote de ouro que coube ao Galo, aí sim se pensa em outros projetos importantes para o clube.

Até lá, nada pode ser mais importante do que ter um elenco forte e a prova de queda.

O CRB ainda está longe de ser um clube milionário, mas a porta da cidade dourada foi aberta e o caminho é sempre de subida. Se cair, nada de ouro, nada de milhões e adeus qualquer outro projeto.

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.