OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 18 de junho de 2024

Colunistas

Roberto Boroni Roberto Boroni
Jornalista de formação e que tem a crônica esportiva no coração. Ex-assessor de comunicação do CRB, Vivi de perto a Série B para saber que ela pode ser tudo, menos fácil!
19/09/2023 às 06:47

Derrota obriga o Galo a ganhar quase todas. Mas, como canta a torcida "O Nosso Sonho Não Acabou..."

Foto: Francisco Cedrim/CRB Foto: Francisco Cedrim/CRB

O Galo sofreu uma dura derrota para o Juventude, em Caixas, por 3 a 1 no último sábado. O resultado fez a distância para o G-4 aumentar para seis pontos e pior, foi para um adversário direito, que estava apenas dois pontos do Regatas e agora está cinco na frente. Estrategicamente, era um jogo vital.

Vi muita gente nas mídias sociais quase que desistindo, pois o problema não é estar seis pontos atras do G-4, mas sim estar em 9º lugar e ter que passar por tanta gente na tabela. E realmente tenho que dar razão aos que se preocupam com isso, pois com tantos adversários para ultrapassar, o Galo se vê obrigado a vencer 7 dos 10 jogos que faltam, realmente uma missão quase impossível.

Sete vitórias levaria o Galo aos 63 pontos e alcançaria, na teoria, a pontuação que deve levar ao acesso. Ganhar sete em dez é difícil de imaginar até para o líder, quanto mais para o CRB, que vinha de uma boa sequência sem perder, mas com empates e vitórias mescladas.

Escrevi um tempo atrás sobre isso aqui na coluna, porque acho mesmo o time titular do Galo capaz de vencer qualquer adversário e ser capaz de manter o clube no top 10 da competição. O problema para mim sempre foi o elenco, que por estar muito abaixo e desnivelado, com fartura em algumas posições e escassez em outras, o elenco regatiano não tem a força para levar o time ao G-4. É aquela coisa, e falo com todo respeito, mas Rômulo e Bruno Silva não chegam perto de Renato e Anselmo Ramon, por exemplo.

Se o acesso não vier, muito dessa conta irá para a falta de ambição da diretoria em reforçar o elenco, porque ficou muito claro o quanto o CRB tem potencial para subir, o quanto não existem grandes distâncias técnicas entre os líderes e nós. A diferença? Elenco.

Apesar de tudo, ainda dá para conquistar o tão sonhado acesso. São 7 vitórias, a primeira delas obrigatoriamente tem que vir contra o Guarani na próxima rodada. Depois o Galo tem Mirassol (fora) e Ceará (em casa). Obrigatoriamente, ao menos quatro pontos aí e o CRB sai dessa sequência de confronto diretos com 49 pontos e ainda faltando 8 jogos. Onde vai atrás de 15 pontos em 24, ou seja, vencer 5 desses 8 jogos para atingir o número mágico de 63 pontos (teria até mais, 64 nessa simulação).

Não é fácil, o time titular precisa ser manter saudável e a sorte vai precisar estar ao nosso lado quando a bola bater na trave. É aquilo, quando a gente precisa fazer muita conta, é porque a situação não está boa.

E a derrota para o Juventude complicou a matemática para o acesso. Vencer 7 em 10, parece improvável, mas não é impossível! Que venha o Guarani, é ganhar esse difícil compromisso e depois faremos mais contas.

Eu aqui sempre tento ser direto e falar a verdade, mas como canta a torcida do Galo nos jogos “O nosso sonho não acabou...”

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2024 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.