OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de outubro de 2021

Colunistas

Roberto Boroni Roberto Boroni
Jornalista de formação e que tem a crônica esportiva no coração. Ex-assessor de comunicação do CRB, Vivi de perto a Série B para saber que ela pode ser tudo, menos fácil!
16/09/2021 às 09:19

Um verdadeiro show de horrores de mídias alternativas vascaínas, antes do jogo decisivo contra o Galo

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama Foto: Rafael Ribeiro/Vasco da Gama

O Galo terá na noite desta quinta-feira, um duelo decisivo contra o Vasco, no Estádio Rei Pelé. Uma partida que vale muito mais do que três pontos, já que uma vitória regatiana não só faz o time seguir firme no G-4, como vai evitar aquele baixo astral que norteia os torcedores nas mídias sociais e faz tudo parecer terra arrasada. Um jogo importante e que, infelizmente, me fez assistir um verdadeiro show de horrores de algumas mídias alternativas que tratam do Vasco direta ou indiretamente.

Ao me deparar com um festival de bobagens, impropérios, desconhecimento, desinformação e muita arrogância, ficou mais fácil de entender porque o Vasco está onde está, um clube rachado, endividado e, infelizmente, repleto de pseudo-formadores de opinião, que destratam ao clube que amam, então avaliem o que pensam sobre os outros clubes. E que fique claro, nada que vi é oficial do Vasco da Gama, apenas programas feitos por torcedores e com participações de torcedores vascaínos.

Não sei se esse vídeo chegou até vocês, mas tem um canal do TIK TOK chamando Chutando as Bolas, que esta semana contou com a participação de um cantor torcedor do Vasco (dizem que é um cantor, não conheço e nem pretendo ouvir suas canções) tratando CRB e CSA de uma forma pejorativa e arrogante. Tratando os nomes dos nossos clubes como siglas que lembram facções  ou impostos a serem pagos. E os integrantes do referido programada dando risada, achando lindo a forma como o cidadão se referia aos clubes alagoanos. Foi asqueroso de ver o descaso, o deboche e a forma como olham para duas instituições tão sagradas para nós alagoanos.

Como podem existir tantos canais que mais desinformam que informam. Os caras não têm a menor ideia das nossas folhas salariais, da nossa estrutura e de como CRB e CSA são clubes muito bem administrados. Não foi raro ouvir nestes dias vascaínos falando “O nosso time é horrível, mas se jogar 50% do que sabe, atropela todo mundo”. Meus amigos, vocês já jogaram tantas Séries B e nunca fizeram uma campanha de sair atropelando, aí queriam fazer essa façanha logo esse ano, repletos de dívidas e sem a cota cheia da Série A;

E o pior, se escoram na história realmente gloriosa que o Vasco possui, que foi um clube de vanguarda no País  no combate ao preconceito racial e inclusão social. Torcedores que batem no peito para exaltar isso, mas quando se referem aos rivais da B são arrogantes, prepotentes e em muitos casos chegam a faltar com o respeito. Se você é influencer vascaíno e não faz nada disso, me perdoe, mas é preciso sim generalizar nesse caso, porque são muitos os exemplos.

A coisa está feia em um nível, que vi em um canal destes, o apresentador do programa esculhambando tudo e a todos do Vasco, mas tendo como ponto principal o árbitro de vídeo no jogo de hoje, que segundo este canal persegue o Vasco, só prejudica o clube carioca e isso já é uma mostra do esquema pronto para o jogo desta noite. Dá vontade de rir, porque nós como alagoanos sabemos bem o quanto já fomos prejudicados em campeonatos nacionais.

Como eu já mencionei uma vez aqui na coluna, graça a Deus que em Alagoas temos canais de  Youtube para curtir os pós-jogos com profissionais de alto nível, como o na Rede Oficial ou TV Esporte Alagoano, que garantem aquela hora extra com qualidade, após as resenhas de rádio serem encerradas.

Eu não tenho nada contra o crescimento destes canais que torcedores abrem para poder dialogar e debater o seu clube. Querem ver um bom exemplo? Canal Setor Visitante, feito por um torcedor do Botafogo e que nesta Série B vem visitando todos os centros de treinamentos dos clubes na Série B e dá um show quando ao assunto é tratar os rivais com respeito. 

A verdade é que, melhor o Galo já ficar atento a essa pressão que os vascaínos já estão fazendo na arbitragem, porque o jogo de hoje é decisivo demais e pode fazer o CRB abrir onze pontos para o rival carioca.

Sei que a grande maioria dos vascaínos estão sofrendo muito com a atual fase do time, que é um gigante do nosso futebol. Isto a parte, os que vão trabalhar com comunicação, precisam aprender a ter um pouco mais de respeito pelos adversários. O Vasco realmente é um clube com tamanho da Série A, mas se não entender onde está hoje, pode ter ficar mais tempo na Série B do que gostariam, porque muitos estão enxergando uma competição que não existe na realidade. Confesso que nunca vi um clube sabotar a si próprio, como é o Vasco nos dias de hoje.

Que o Galo conquista uma grande vitória hoje, não será fácil, mas o time já provou que pode vencer qualquer um. 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.