OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de outubro de 2021

Colunistas

Roberto Boroni Roberto Boroni
Jornalista de formação e que tem a crônica esportiva no coração. Ex-assessor de comunicação do CRB, Vivi de perto a Série B para saber que ela pode ser tudo, menos fácil!
03/10/2021 às 08:28

Um Clássico de futebol azedo e com um empate agridoce. O melhor ficou para o rodizio de emoções na reta final da Série B

Foto: Francisco Cedrim/Ascom CRB Foto: Francisco Cedrim/Ascom CRB

Está ficando cada vez mais claro que os nossos clubes estão fugindo, que nem vampiro foge da cruz, de sofrer uma derrota no Clássico. Eu vivi bem perto os estragos que perder para o rival provocam no ambiente do futebol, por isso até entendo os motivos de CSA e CRB optarem por ter paz ao invés de ter razão. E razão, entendam que é ganhar o jogo.

Ontem, tivemos mais um Clássico onde o empate era cantado desde do início do jogo. Os dois times são excelentes em jogar no erro, já em criar espaços é outra história. O CRB foi um pouco melhor, mas não o suficiente para sair chateado com o resultado, já que foi um jogo de superioridade total dos sistemas defensivos.

Fiquei com uma sensação cristalina que o CSA conseguiu o que queria, não perder. Projetou o empate, fora de casa na tabela, e agora vai com tudo para tentar nos próximos nove pontos fazer ao menos sete, com dois jogos no Rei Pelé, e assim entrar ainda mais na briga pelo acesso.

O CRB também não queria perder, mas buscou um pouco mais a vitória e, por isso, foi dele as raras chances de gol na partida. O empate tirou o Galo do G-4, mas isso não é motivo para desespero. O maior problema, para mim, consiste na incapacidade do time em sufocar o adversário nos jogos em casa, afinal de contas já são seis jogos sem vencer como mandante. O que ainda é relevado, porque como visitante o CRB está implacável.

Para a expectativa que o jogo criou, confesso que deu aquela decepção quando o juiz apitou o fim da partida. Mas, repito que entendo o motivo dos nossos clubes evitarem tanto perder para o maior rival, garantindo com isso uma semana de trabalho menos turbulenta e longe de grandes confusões.

O empate manteve os dois vivos na briga pelo acesso. Se o CRB manteve os seis pontos de vantagem, o CSA terá uma tabela mais acessível nas próximas rodadas. Sei que não tem jogo fácil na Série B, mas se o mundo gira na rotação normal, o CSA terá contra o Brusque, por exemplo, uma vida mais fácil que o CRB terá contra o Botafogo e essa vantagem pode cair.

Não dá para prever muita coisa com certeza, agora é rodada a rodada e não existe mais muito tempo para cometer erros. Tudo agora terá que ser à beira da perfeição, Como o Clássico é um jogo a parte, vamos considerar que o ponto que cada um ganhou pode ser aceitável.

O que ambos precisam entender é que se quiserem subir, precisam melhorar e buscar alternativas, porque ontem um provou para o outro como podem ser anulados. A diferença é que o CRB tem seis pontos a mais para contar nessa guerra que serão as rodadas finais da Série B.

E a partir deste momento, cada ponto conta e muito. Por isso, ontem ficamos muito longe de ter um vitorioso, alguém jogou dois pontos fora e agora é torcer que eles não façam falta lá na frente. 

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2021 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.