OPINIÃO E INFORMAÇÃO Facebook Twitter
Maceió/Al, 27 de junho de 2022

Colunistas

Roberto Boroni Roberto Boroni
Jornalista de formação e que tem a crônica esportiva no coração. Ex-assessor de comunicação do CRB, Vivi de perto a Série B para saber que ela pode ser tudo, menos fácil!
05/05/2022 às 09:04

Tirar Marcelo Cabo agora, seria um dos maiores erros da direção do CRB

Foto: Francisco Cedrim/Ascom CRB Foto: Francisco Cedrim/Ascom CRB

O CRB está vivendo um momento dramático nesta Série B, onde até o momento só conquistou um ponto de quinze disputados. Muito desse fracasso inicial, ou quase tudo dele, pode por na conta da direção regatiana, que por algum motivo inexplicável, achou que a base do Alagoano era suficiente para jogar quase um turno inteiro da Série B.

E o pior, pelo andar da carruagem, a corda vai estourar para o técnico Marcelo Cabo, que nem de longe, é o maior culpado por esse desastroso início de Série B do Galo. O título Alagoano, conquistado muito em cima da força que a rivalidade tem e do trabalho do próprio treinador, que deu outra roupagem para a equipe, acabou mascarando, e não deveria, a fraqueza do elenco para a atual temporada.

É difícil entender, principalmente depois de ver o desempenho da equipe nas primeiras fases do Alagoano e da Copa do Brasil. O CRB jogou mal e mostrou que o elenco não tem nenhuma profundidade de escolhas, com apenas um bom jogador por posição, com exceção para os zagueiros na minha modesta opinião.

Tirar Marcelo Cabo agora seria a prova cabal de que essa diretoria se perde em suas próprias convicções. Apostou em uma garotada para a Série B, mesmo abrindo espaço na folha salaria da equipe e, ainda assim, optou em não trazer jogadores que saibam jogar uma Série B, com currículo para isso.

Na derrota de ontem, Cabo só tinha o garoto Jarlisson como volante no banco de reservas. Sem Claudinei o CRB está sofrendo muito com a cabeça de área, e incrivelmente o CRB mal tem jogadores nessa posição em uma Série B. Assim vale para Guilherme Romão, assim vale para Anselmo Ramon e por aí vai.

Eu não tenho a informação que o Cabo vai sair, mas já vi futebol por tempo demais para saber que os resultados vão para a conta do treinador. Além do mais, pelo histórico dessa diretoria, não absurdo afirmar que o pedido do treinador por reforços não caiu bem dentro do clube.

O momento pede atitude sim, mas não pode ser tirar o menos culpado no momento, um técnico que tem três acessos em seu currículo. Se assim o fizer, o CRB precisa ser o mais claro possível com o seu torcedor. Qual o plano da diretoria e porque essa mudança?

Tirar o treinador seria mais uma falha de convicção dos dirigentes alvirrubros, porque não é possível que seja apenas pelo poder que o elenco oferece, porque com tão poucas opções para disputar uma Série B tão difícil e pegada, não vejo quem daria jeito a tão curto prazo. Ou tem algum problema dentro do elenco com a comissão e não sabemos.

Não está fácil achar uma solução agora, quando na verdade o CRB deveria ter se movimentado antes da janela fechar, como fizeram a grande maioria dos seus adversários. O elenco é quase esse que está no momento! Se tirar o Cabo for uma escolha da direção, o CRB seguirá tomando decisões tardias e fora do time. 

Ano passado custou o acesso! Esse ano custará o que?

Comentários

Siga o AL1 nas redes sociais Facebook Twitter

(82) 996302401 (Redação) - Comercial: [email protected]

© 2022 Portal AL1 - Todos os direitos reservados.